Michael Bloomberg desiste da corrida presidencial americana


Da CNN
04 de março de 2020 às 12:25 | Atualizado 04 de março de 2020 às 18:08
Michael Bloomberg deixou a campanha presidencial americana

Michael Bloomberg deixou a campanha presidencial americana

Crédito: Marco Bello/Reuters

O ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg anunciou nesta quarta-feira (4) sua saída da corrida presidencial americana. Ele gastou cerca de US$ 464 milhões de dólares de sua própria fortuna para financiar a campanha e já anunciou apoio à candidatura do ex-vice-presidente Joe Biden.

“Há três meses, entrei na disputa presidencial para derrotar Donald Trump. Hoje, estou deixando a corrida pela mesma razão: para derrotar Donald Trump - porque está claro para mim que continuar (na briga) tornaria isso mais difícil”, escreveu Bloomberg em um e-mail para seus apoiadores.

Bloomberg deixa a disputa após seu desempenho na Superterça, da qual saiu vitorioso em apenas um local: Samoa Americana. 

O dinheiro foi o principal fator que distanciou o ex-prefeito dos demais concorrentes democratas. O bilionário gastou cerca de US$ 464 milhões em propagandas na televisão e na internet para impulsionar sua campanha, que contou com mais de 2,4 mil colaboradores. 

Ele focou sua atenção em estados como Oklahoma, Arkansas, Carolina do Norte, Tennessee e em partes do Texas, segundo assessores. Mas ficou claro, na noite dessa terça, que o apoio o qual eles acreditavam ter não se concretizou.

Decisão favorece Biden

Além do apoio explícito, a decisão de Bloomberg de sair da disputa neste momento favorece o ex-presidente Joe Biden, que tentava conseguir os votos de uma faixa semelhante de eleitores moderados. 

O apoio do ex-prefeito de Nova York a Biden surge após Pete Buttigieg, ex-prefeito de South Bend (Indiana) e Amy Klobuchar, senadora por Minnesota, desistirem de suas campanhas e também declararem apoio ao ex-presidente.

Bloomberg foi o último democrata a entrar na disputa, em novembro, e se oferecia como uma opção mais moderada diante da ascensão de Bernie Sanders.