China: hotel usado para quarentena de coronavírus desaba


07 de março de 2020 às 11:40 | Atualizado 07 de março de 2020 às 13:59
Equipes de resgate trabalham no local onde prédio desabou na China

Equipes de resgate trabalham no local onde prédio com infectados por coronavírus em quarentena desabou na China

Foto: Cnsphoto - 07.mar.2020/ Reuters

Um hotel de cinco andares, que estava sendo usado como unidade de quarentena para pessoas infectadas com o novo coronavírus, desabou neste sábado (7) no sudeste da cidade portuária de Quanzhou, na China. De acordo com a imprensa estatal, havia 70 pessoas no local no momento do acidente.

Um vídeo publicado pelo site estatal Beijing News mostra equipes de resgate trabalhando no local do acidente, em meio a destroços do Quanzhou Xinjia Hotel e levando feridos até ambulâncias.

O edifício desabou por volta das 19h30 (8h30 em Brasília) e 34 pessoas foram resgatadas em apenas duas horas, informou o governo de Quanzhou no site oficial.

Pânico

“Eu estava em um posto de gasolina e ouvi um som muito alto. Olhei para cima e todo o prédio desabou. Havia poeira em todos os lugares e fragmentos de vidro voavam”, contou uma testemunha no aplicativo Miaopai, serviço de compartilhamento de vídeos. “Eu estava tão assustada que minhas mãos e pernas tremiam”, disse ela.

Uma mulher que se identificou apenas pelo sobrenome, Chen, afirmou ao site do Beijing News que parentes dela, incluindo a irmã, estavam em quarentena no hotel, conforme legislações locais, após retornarem da província de Hubei, epicentro da doença.

Ela disse que a família estava para sair do local em breve, depois de completar 14 dias de isolamento. “Não consigo falar com eles, não estão atendendo o telefone”, contou. 

“Estou em quarentena também (em outro hotel) e estou muito preocupada. Não sei o que fazer. Eles estavam saudáveis, mediam a temperatura todos os dias e os testes mostraram que tudo estava normal”, disse Chen.

Segundo o People's Daily, jornal oficial do Partido Comunista da China, o hotel foi inaugurado em junho de 2018 com 80 quartos.