Biden e Buttigieg são os destaques de debate democrata na Carolina do Sul


Da CNN
09 de março de 2020 às 13:12 | Atualizado 09 de março de 2020 às 13:15
Debate democrata nos EUA

Debate em Charleston teve candidatos gritando uns com os outros enquanto lutavam para ressaltar as diferenças entre si

Foto: Ben Lowy - 26.fev.2020/ CNN

O 10º debate democrata, em Charleston, na Carolina do Sul, já se tornou histórico. Foi um evento polêmico, com candidatos gritando uns com os outros enquanto lutavam para ressaltar as diferenças entre si, antes das eleições primárias da Carolina do Sul, no sábado (29). Veja abaixo os vencedores e perdedores da noite.

Vencedores

Pete Buttigieg

O ex-prefeito de South Bend, Indiana, esteve em seu melhor momento neste debate. Em várias ocasiões, ele traçou contrastes diretos com Bernie Sanders, especialmente sobre os perigos para os democratas em nomear um socialista e as diferenças em suas estratégias no setor de saúde, o que já é uma vitória. 

Buttigieg também mostrou um certo humor quando divulgou seu site para obter doações, no que foi um momento agradável de leveza em um debate definido por pessoas que gritavam entre si a uma curta distância. Se os eleitores buscavam neste debate uma alternativa a Sanders, Buttigieg fez um bom argumento.

Joe Biden

Ele criticou o apoio do bilionário Tom Steyer para presídios privados, medida que visa tentar afastar os eleitores negros deste candidato frente às primárias da Carolina do Sul. Steyer qualifica Sanders como um risco para o Partido Democrata, com consequências potencialmente desastrosas para as eleições.

Se o deputado Jim Clyburn, da Carolina do Sul, estava buscando energia em Biden antes de tomar uma decisão sobre declarar apoio formal a ele - Clyburn anunciará sua escolha na quarta-feira -, ele a conseguiu. Biden ainda não é ótimo em debates. Ele tropeçou diversas vezes enquanto tentava cravar seus argumentos e seguiu ressaltando que escreveu cada projeto - ou perto disso - citado pelos adversários. O ex-presidente ainda reclamou das regras do debate, mas, no geral, houve mais pontos positivos do que negativos para ele.

Amy Klobuchar

Assim como ela fez em quase todos os debates, a senadora por Minnesota fez mais com menos oportunidades do que quase qualquer outro candidato no palco. Ela procurou repetidamente ser a voz da razão (e da calma) enquanto todos em volta continuavam gritando. 

Klobuchar também apresentou uma série de sólidas propostas políticas - destacando os pontos de vista dela sobre política externa e doméstica para muitos eleitores que, talvez, estejam passando a conhecê-la agora. A senadora não se destacou tanto quanto no debate realizado antes das primárias em New Hampshire. Mas neste, que foi marcado por algo negativo, ela foi brilhante.

Bernie Sanders

O senador por Vermont foi atingido por alguns socos pelos quais não teve culpa. Seu histórico de votação sobre armas, como pagaria por suas propostas políticas e vaias da multidão claramente o tiraram do jogo. Mas ninguém conseguiu bater Sanders. E considerando a força dele na corrida neste momento, isso significa uma vitória para o senador.

Se não houver grandes mudanças entre agora e a Superterça (03 de março), Sanders sairá no dia 4 com uma clara vantagem no número de delegados.

Donald Trump

Um festival de gritos raivosos no qual todos os possíveis candidatos praticamente lavaram a roupa suja? O presidente não poderia ter planejado um debate melhor para as suas chances de conquistar um segundo mandato.

Perdedores

Michael Bloomberg

O bilionário se saiu melhor neste debate do que no último, em Las Vegas. Mas ele não foi bem. Bloomberg cometeu um deslize logo no começo do evento quando começou a dizer que “comprou” a maioria democrata na Câmara dos Deputados, antes de reformular e dizer que ajudou os democratas a recuperar a maioria.

Bloomberg se referiu, de forma estranha, a seus rivais como colegas “concorrentes”. Ele tentou fazer piadas, principalmente sobre sua performance ruim no último debate. E o empresário ainda não tem uma boa resposta quando questionado sobre suas piadas obscuras e comentários passados nos quais desdenha das mulheres. Como isso é possível?

Elizabeth Warren

Ela foi bem, mas provavelmente não o suficiente, já que ainda não conseguiu terminar nos primeiros lugares em nenhum estado e parece que não conseguirá fazê-lo na Carolina do Sul, no sábado.

Durante o debate, a senadora por Massachusetts parecia a mais apaixonada - e eficiente - enquanto atacava Bloomberg por sua riqueza e seus comentários passados sobre mulheres. Contudo, Warren desapareceu de vista em outros momentos do debate.