Países da América Latina fecham fronteiras para conter coronavírus


Anna Satie, Luciene Kaxinawá e Murillo Ferrari da CNN Brasil, em Manaus e São Paulo
16 de março de 2020 às 15:09 | Atualizado 16 de março de 2020 às 21:50
Alunas usam máscaras em frente à escola em La Paz, Bolívia

Alunas usam máscaras em frente à escola em La Paz, Bolívia

Foto: David Mercado/Reuters (12.mar.2020)

Países da América Latina tem tomado medidas drásticas para conter o avanço do novo coronavírus. Peru, Chile e Colômbia fecharam as fronteiras e a Bolívia decretou quarentena nacional, com suspensão de todas as viagens internacionais e interestaduais.

De acordo com os últimos dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), a Bolívia tem 11 casos confirmados da doença. A Colômbia tem 24, o Peru, 71, e o Chile, 155.

Quarentena nacional na Bolívia

Entre as providências do governo da presidente interina Jeanine Áñez estão restrição total de movimento a partir das 15h. Somente pessoas autorizadas ou que precisem de atendimento médico poderão circular fora do horário estabelecido. Viagens internacionais e interestaduais estão suspensas durante todo o período do decreto de emergência.

Ficam proibidas reuniões de ordem social, cultural e religiosa e a jornada de trabalho, em empresas públicas e privadas, ficará circunscrita das 8h às 14h. O transporte público também só funcionará das 6h às 15h.

As medidas entraram em vigor nesta segunda (16) e serão válidas até ao menos 31 de março.

Chilenos podem ser presos por desrespeitar isolamento

Chileno usa máscara contra novo coronavírus

Funcionário de loja em Viña del Mar, no Chile, usa máscara para se proteger do novo coronavírus

Foto: Rodrigo Garrido - 14.mar.2020/ Reuters

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou nesta segunda-feira (15) o fechamento de todas as fronteiras do país para estrangeiros para tentar conter o avanço do novo coronavírus no país.

A medida, que entrará em vigor na quarta-feira (17), é o mais recente esforço das autoridades chilenas contra a doença. Piñera também confirmou que 155 pessoas já foram infectadas com o Covid-19 no país.

Além disso, o governo aplicará multas e poderá prender as pessoas que desrespeitarem medidas de isolamento estabelecidas pelo novo código sanitário que entrou em vigor no país.

Piñera informou ainda que funcionários públicos com mais de 70 anos poderão trabalhar de casa e que eventos ou atos públicos com mais de 50 pessoas devem ser suspensos.

Colômbia fecha fronteiras até fim de maio

Na noite desta segunda (16), o presidente colombiano Iván Duque publicou em seu perfil do Twitter a determinação. 

"Gostaria de informar aos colombianos que tomei a decisão de fechar, a partir da meia-noite, todas as fronteiras terrestres, marítimas e fluviais do país. As fronteiras da Colômbia estarão fechadas de 17 até 30 de maio".

A medida restringe a entrada e saída do país, de locais e estrangeiros. Apenas o transporte de carga será permitido, em pontos específicos. 

Turistas brasileiros ficam presos no Peru

O Peru também decretou o fechamento das fronteiras neste domingo (15). Há pelo menos 60 turistas brasileiros por lá, sem conseguir sair do país. 

O presidente Martín Vizcarra decretou estado de emergência nacional, com restrição de movimento e quarentena obrigatória por 15 dias. 

Coronavírus no Brasil

Segundo os últimos dados do Ministério da Saúde, o Brasil tem 200 casos confirmados do COVID-19, a maioria na região sudeste.

Leia também:

Coronavírus no Brasil: sintomas e prevenção

Como lavar as mãos da forma correta e evitar o novo coronavírus

Há 15 estados com casos confirmados, e a maior parte das infecções está na região Sudeste. São Paulo tem 136 pacientes, seguido pelo Rio de Janeiro, com 24. Os casos paulistas aumentaram 95,3% em um só dia —eram 65 casos neste sábado (14).

Também há infecções confirmadas no Distrito Federal (8), Rio Grande do Sul (6), Santa Catarina (6), Paraná (6), Goiás (3), Minas Gerais (2), Bahia (2), Pernambuco (2), Amazonas (1), Alagoas (1), Sergipe (1), Espírito Santo (1) e Rio Grande do Norte (1).