OMS: mortes por coronavírus fora da China ultrapassam as registradas no país


Da CNN Brasil, em São Paulo
17 de março de 2020 às 02:54 | Atualizado 17 de março de 2020 às 02:57
Chileno usa máscara contra novo coronavírus

Funcionário de loja em Viña del Mar, no Chile, usa máscara para se proteger do novo coronavírus

Foto: Rodrigo Garrido - 14.mar.2020/ Reuters

Pela primeira vez, o número de mortos pelo novo coronavírus (COVID-19) na China continental foi ultrapassado pelo total de vítimas fatais nos outros países. A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou o dado nesta segunda-feira (16).

Pelo balanço mais recente da OMS, no final da segunda haviam sido registradas 6.610 mortes pela doença em todo o mundo, sendo 3.218 na China territorial e outras 3.392 no restante do planeta. 

O total de mortos globalmente é maior na contabilidade atual da americana Universidade Johns Hopkins que lista os casos da OMS em adição de outras fontes. Segundo esses dados, no fim da segunda-feira o mundo havia registrado 7.138 mortes (3.912 fora da Chinna, também a maioria).

Pelos dados divulgados pela universidade, a Itália possui o maior número de mortes fora da China (2.158), seguida de Irã (853) e Espanha (342).

A doença teve origem na cidade chinesa de Wuhan, no final de 2019, e já se alastrou para ao menos 174 outros países. 

Segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, atualizados na tarde da segunda-feira, o Brasil possui 234 casos confirmados da doença, mas nenhuma morte até o momento. Após a divulgação do ministério, secretarias estaduais divulgaram novos números de casos confirmados em boletins, o que deve levar a estatística a ser ampliada nesta terça-feira.