Paraguai fecha fronteira com o Mato Grosso do Sul para conter coronavírus

Apenas paraguaios ou residentes poderão entrar no país. A Ponte da Amizade, na fronteira com Foz do Iguaçu (PR), também foi fechada.

Da CNN Brasil, em São Paulo
18 de março de 2020 às 21:48 | Atualizado 18 de março de 2020 às 21:49

O Paraguai fechou a fronteira com o Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (18) para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19). Apenas paraguaios ou residentes poderão entrar no país. A Ponte da Amizade, na fronteira com Foz do Iguaçu (PR), também foi fechada.

O Paraguai tem nove casos confirmados da doença. Só o Mato Grosso do Sul tem sete, e o Paraná, 13. O Brasil chegou 428 casos nesta quarta, com quatro mortes, todas no estado de São Paulo.

Na noite desta quarta, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou sobre a dificuldade de conter a entrada de pessoas no país. "Com Uruguai e Paraguai, são fronteiras secas, há várias cidades que não têm uma linha que separe uma da outra, a divisão é imaginária", disse. "Se fosse fácil fechar fronteira, não teria entrada de droga e armas no país".

No entanto, o presidente voltou a dizer que o governo estuda uma portaria interministerial para conter o ingresso de pessoas em território nacional. Ele já havia anunciado essa possibilidade mais cedo nesta quarta, em entrevista coletiva

A Ponte da Amizade, que Brasil e Paraguai, após decreto paraguaio de fechamento das fronteiras para conter a COVID-19
Foto: Christian Rizzi/Reuters

"É uma realidade, nossa fronteira é muito grande, seca, porosa", comentou o analista da CNN Brasil, Lourival Sant'Anna. "Não adianta decretar uma medida que você não vai poder implementar, porque você se desmoraliza. Mas essa atitude tem um efeito simbólico, de pedir a colaboração das pessoas". 

A atitude do Paraguai segue o mesmo caminho de outros países da América Latina. Peru, Bolívia, Chile, Colômbia e Argentina já restringiram suas fronteiras. 

Leia também:

Coronavírus: quais países têm restrições de viagem?