Senadores democratas barram pacote de estímulo trilionário de Donald Trump


Da CNN* em São Paulo
22 de março de 2020 às 21:08 | Atualizado 23 de março de 2020 às 05:26
Donald Trump fala sobre coronavírus em coletiva de imprensa na Casa Branca

Donald Trump fala sobre coronavírus em coletiva de imprensa na Casa Branca

Foto: CNN Brasil (17.mar.2020)

Os senadores democratas dos Estados Unidos deram um forte golpe no presidente americano Donald Trump. Em votação realizada neste domingo, os parlamentares da oposição bloquearam o pacote de estímulo à economia que superaria o US$ 1 trilhão. Segundo os oposicionistas, o governo falhou em dar mais proteção aos trabalhadores ou nem mesmo em impor restrições às empresas que fossem resgatadas, como manutenção de empregos.

A votação terminou empatada em 47 a 47 e derrubou aquele que seria o maior pacote econômico dos Estados Unidos. Eram necessários 60 votos favoráveis para a medida avançar. 

A decisão também derrubou os índices futuros de Nova York em mais de 5%. Tanto o Dow Jones (INDU), quanto o S&P 500 (SPX) e Nasdaq caíam na mesma proporção.

As bolsas asiáticas também começam a sofrer –  o índice futuro da bolsa japonesa também apresentava queda de 1,5% às 20:45.

Mais cedo, o presidente Trump anunciou que os casos de americanos infectados pelo coronavírus ultrapassaram os 32.000. Até agora, pelo menos 400 pessoas morreram nos Estados Unidos por causa da doença. O epicentro da doença está no estado de Nova York, com mais de 15.000 infectados.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, na manhã desta segunda, disse que espera que entre 40% e 80% da população do estado seja infectado durante a pandemia. Em entrevista à CNN, James Phillips, que além de comentarista também é professor de medicina na The George Washingon University, acredita que a estimativa de Cuomo é bem realista.

Futuro

Legisladores podem votar novamente em uma moção para prosseguir, caso cheguem a um acordo sobre os esboços do pacote de resgate, mas o senador republicano Mitch McConnell (Kentucky) criticou os Democratas no Senado após a votação. "Estamos de volta à estaca zero", disse McConnell após o fracasso da votação. Ele disse que tentaria novamente em um momento de sua escolha.

O líder da maioria no Senado, Chuck Schumer (Democratas, Nova York), disse que o pacote a ser avaliado é uma tentativa republicana de direcionar ajuda às empresas. Ele pediu mais ajuda aos trabalhadores e auxílio a hospitais e profissionais de saúde. "A legislação não melhorou o suficiente (...) para obter os votos necessários para prosseguir", disse ele.

O governo Trump prometeu continuar trabalhando em direção a um acordo. "Continuaremos a trabalhar com Democratas e Republicanos em um pacote para finalizá-lo hoje à noite", disse Eric Ueland, diretor legislativo da Casa Branca.

* (Com informações da Reuters e Estadão Conteúdo)