Mais de 200 mil pessoas no mundo se recuperaram da COVID-19, diz universidade


Da CNN, em São Paulo
02 de abril de 2020 às 10:46 | Atualizado 02 de abril de 2020 às 13:01
China é o país com mais registros de cidadãos recuperados da COVID-19

Segundo universidade, China é o país com mais registros de cidadãos recuperados da COVID-19

Foto: Thomas Peter - 02.abr.2020/ Reuters

Apesar das 49,2 mil mortes pelo novo coronavírus reportadas no mundo todo, ao menos 202 mil pessoas conseguiram se recuperar da doença. A informação é da Universidade de Medicina Johns Hopkins, que aponta que há cerca de 965 mil casos confirmados em mais de 180 países.

A instituição norte-americana aponta que o país com mais registros de cidadãos recuperados é a China, primeiro epicentro da COVID-19, com 76,5 mil, seguida pela Espanha (26,6 mil), Alemanha (19,1 mil), Itália (16,8 mil) e Irã (16 mil).

Leia também: 

‘Saí da quarentena, mas o considerado normal não é mais normal na China’

A Ásia pode estar certa sobre uso de máscaras, e o resto do mundo percebe agora

Na contramão, o país com mais mortes pela doença neste momento é a Itália, com 13,1 mil, seguida da Espanha (10 mil), França (4 mil) e China (3,1 mil). 

O Brasil, segundo a Johns Hopkins, conta com 127 pessoas recuperadas, 244 mortos e 6,9 mil casos confirmados - o 17º país com mais registros do novo coronavírus.