Trump anuncia nova etapa da guerra contra COVID-19: ‘Vamos reabrir a América’

Sem especificar datas, governo anuncia plano para reabrir estados americanos.

da CNN, em São Paulo
16 de abril de 2020 às 21:14
O presidente dos EUA, Donald Trump, em coletiva sobre coronavírus (15.abr.2020)
Foto: Leah Millis - Reuters

“Podemos começar uma nova etapa desta guerra: abrir a América novamente”, afirmou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante coletiva realizada nesta quinta-feira (16) para anunciar o plano da Casa Branca. Trump mencionou que os governadores têm o aval para abrirem os estados americanos, desde que com cautela e responsabilidade. Sem citar datas específicas, ainda ressaltou que cada estado abrirá a seu tempo, levando em conta a situação de saúde em cada região. Em entrevistas anteriores, Trump anunciou o dia 1º de maio como data para início da reabertura.

Trump não deixou de destacar os prejuízos econômicos causados pela pandemia de coronavírus nos Estados Unidos: “Mais de 20 milhões de pessoas apresentaram pedidos de desemprego nas últimas quatro semanas, e os especialistas esperam que a taxa de desemprego ainda aumente”, disse, como uma justificativa da necessidade de reabrir a economia americana com urgência.

Além de citar como a nação americana está engajada em vencer a batalha contra a COVID-19, Trump destacou a união entre partidos em prol da solução desta crise. “Não podemos fazer nada sem o outro, precisamos ter uma economia rodando e precisamos disso muito rápido. Estamos trabalhando juntos, democratas e republicanos. Isso não é sobre partidos políticos, é sobre nosso país. Juntos vamos salvar este país que amamos e levar nossa nação para a glória”.

A reabertura dos estados americanos não será simultânea, considerando que cada região passa por uma situação no que diz respeito à contaminação de coronavírus. Trump citou os estados de Nova York e Nova Jersey como estados em situações mais críticas e, que certamente não abrirão tão em breve. Mas afirmou que estão fazendo um ótimo trabalho e elogiou especificamente o governador de Nova Jersey. “Phil Murphy e eu estamos nos dando muito bem, e ele é Democrata, está fazendo um ótimo trabalho”, afirmou o presidente.

Plano é separado em três fases: 

Fase 1 (indivíduos): Indivíduos vulneráveis continuam em casa. Demais grupos ainda devem respeitar as medidas de isolamento social, evitando socializar em grupos com mais de 10 pessoas e evitando viagens que não sejam de extrema necessidade. Ainda seguir os termos do Centro de Controle de Doenças.

Fase 2 (indivíduos): Indivíduos vulneráveis ficam em casa. Demais grupos ainda devem respeitar as medidas de isolamento social, evitando socializar em grupos com mais de 50 pessoas, viagens podem ser retomadas.

Fase 2 (tipos específicos de empregadores): Escolas, creches e acampamentos podem abrir. Visitas a asilos e hospitais permanecem proibidas. Grandes espaços de eventos podem reabrir, desde que operando sob protocolo de distanciamento físico necessário. Cirurgias podem ser retomadas. 

Fase 3 (indivíduos): Indivíduos vulneráveis podem sair, mas ainda evitando contatos físicos. Grupos de menores riscos ainda devem evitar aglomerações. 

Fase 3 (empregadores): Pessoas sem restrições podem retomar aos locais de trabalho.