Vila indiana distribui 10 mil guarda-chuvas para ajudar no distanciamento social

Peça ajuda a calcular a distância necessária entre as pessoas para evitar a contaminação pelo novo coronavírus

Esha Mitra, da CNN
27 de abril de 2020 às 13:37
Ministro das Finanças de Kerala, Thomas Isaac, compartilhou no Twitter uma imagem da iniciativa e disse que todos devem sair de casa com o guarda-chuva
Foto: Thomas Isaac/Twitter

Um vilarejo do estado de Kerala, na Índia, está distribuindo 10 mil guarda-chuvas aos moradores para ajudar a manter o distanciamento social, segundo um alto membro do governo local. A peça ajuda a calcular a distância necessária entre as pessoas para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

“Esperamos que as nuvens da COVID-19 se dissipem logo, mas durante o verão e os dias de chuva que se seguirem, deixem-nos manter o distanciamento social abrindo um guarda-chuva”, disse P. S. Jyothi, presidente da Câmara Municipal de Thannermukkom, no distrito de Alappuzha. 

A ideia é ficar ao lado de outra pessoa com o guarda-chuva aberto para manter a distância mínima de um metro, explicou Jyothi. Além dessas peças, o governo local também irá distribuir duas máscaras para cada cidadão da região.

Grupos formados por mulheres do vilarejo irão costurar 100 mil máscaras para a Kudumbashree. Implementado pela Missão para Erradicação da Pobreza no Estado, do Governo de Kerala, esse programa visa, além de acabar com a miséria na região, empoderar mulheres. Hoje, também promove ações de combate ao novo coronavírus, segundo Jyothi.

Assista e leia também:
Com poluição reduzida durante quarentena, Himalaia volta a ser visível na Índia
Índia transforma trens em hospitais e fecha ferrovias pela 1ª vez em 167 anos
Distanciamento é privilégio da classe média e em favelas na Índia, impossível

Kerala já colocou em prática diversas medidas inovadoras para ajudar a conter a disseminação da doença e rastrear os pacientes infectados.

No início de abril, quiosques foram instalados em um distrito de Kerala para facilitar a coleta de amostras e diagnosticar pessoas infectadas. Além disso, um robô está sendo utilizado em um hospital do estado para distribuir remédios e alimentos a pacientes em enfermarias isoladas, em uma tentativa de reduzir o contato humano.

Kerala foi o primeiro estado da Índia a apresentar casos de COVID-19. Hoje, ele registra 458 pessoas infectadas e 4 mortos. Há mais de 27 mil casos da doença em toda a Índia, incluindo 872 mortes, segundo informações do Ministério da Saúde local.