CDC dos EUA publica novas orientações para realização de cultos religiosos

Regra aponta que igrejas, sinagogas, mesquitas e outras instituições religiosas também devem promover o distanciamento social

Por Nick Valencia e Maggie Fox, da CNN
22 de maio de 2020 às 23:24
A Times Square, cartão-postal de Nova York, quase vazia em meio à pandemia do novo coronavírus
Foto: Carlo Allegri/Reuters

Após o presidente americano Donald Trump dizer, em coletiva nesta sexta-feira (22), que os locais de culto em todo os EUA são "essenciais" e, portanto, devem "abrir imediatamente", o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) publicou novas orientações para a realização de cultos religiosos nos EUA.  

De acordo com as orientações, se quiserem abrir enquanto o coronavírus ainda está se espalhando, as instituições religiosas devem fornecer sabão e desinfetante para as mãos, incentivar o uso de máscaras de pano e limpar suas instalações diariamente.
 
Igrejas, sinagogas, mesquitas e outras instituições religiosas também devem promover o distanciamento social e considerar a possibilidade de limitar o compartilhamento de objetos como livros e hinários, disse o CDC.

O presidente Trump havia dito que pressionaria o CDC a emitir novas orientações.

Leia também:

Dez verdades sobre a pandemia, segundo ex-diretor do CDC nos EUA