A 100 dias da eleição, Biden lidera em 3 estados-chave onde Trump venceu em 2016


Jennifer Agiesta, da CNN
26 de julho de 2020 às 10:07 | Atualizado 26 de julho de 2020 às 10:34
Joe Biden e Donald Trump

O candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden (E) aparece à frente de Donald Trump na Flórida, no Arizona e no Michigan

Foto: CNN

A 100 dias da eleição presidencial nos Estados Unidos, o candidato democrata Joe Biden lidera as pesquisas em três estados-chave para a disputa – Arizona, Flórida e Michigan –, de acordo com pesquisa feita pela empresa SSRS para a CNN.

Na Flórida, Biden tem 51% da preferência dos eleitores contra 46% do presidente Donald Trump, que busca a reeleição pelo Partido Republicano. No Arizona, a diferença é de 4 pontos percentuais: 49% para o democrata e 45% para Trump.

O Michigan é onde o ex-vice-presidente de Barack Obama conseguiu abrir a maior vantagem, segundo o levantamento: Biden é a escolha de 52% dos eleitores enquanto que Trump tem 40% das intenções de voto.

Trump venceu nesses três estados na disputa presidencial de 2016 contra Hillary Clinton. Michigan, por exemplo, foi onde ele obteve a menor vantagem em todo o país contra a ex-secretária de Estado: apenas 10.704 votos. 

Assista e leia também:

Exclusivo: Planalto traça estratégia para eventual vitória de Biden nos EUA

Trump cancela convenção na Flórida após aumento de casos de Covid-19

Quase todas as pesquisas de alta qualidade recentes feitas na Flórida e no Michigan mostraram ampla vantagem para Biden. 

A pesquisa da Universidade Quinnipiac na Flórida, divulgada no final da semana passada, mostrou o democrata com uma vantagem de dois dígitos no estado.

Já no Arizona o cenário está menos definido e o democrata lidera dentro da margem de erro da maior parte das pesquisa. A nova consulta da CNN no Arizona, no entanto, mostra Biden à frente já fora da margem de erro. 

O estudo foi conduzido pela SSRS – uma empresa independente de pesquisas –, por telefone entre os dias 18 e 24 de julho. Foram ouvidas 1.002 pessoas no Arizona, 1.005 na Flórida e 1.003 no Michigan, todas com mais de 18 anos.

A margem de erro nos três estados é 3,6 pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%.