Estudantes brasileiros se mobilizam para poder voltar aos EUA após veto de Trump

Petição com mais de 80 mil assinaturas pede que governo americano isente alunos de restrição de viagem

Luiza Duarte, da CNN, em Nova York
11 de agosto de 2020 às 10:07
Estudantes em universidade da Califórnia, durante a pandemia
Foto: Brian Snyder/Reuters


Em julho, estudantes estrangeiros vindos da Europa, Reino Unido e Irlanda ficaram isentos da proibição de viagem aos Estados Unidos. O bloqueio não se aplica mais a estudantes desses lugares que já têm o visto de estudo, porém segue valendo para estudantes vindos do Brasil, China e Irã.

Cerca de 20 mil estudantes brasileiros nos EUA foram afetados pela medida. Com a proximidade do início do ano letivo americano em setembro, muitos deles que voltaram ao Brasil durante a pandemia agora não sabem se vão poder continuar estudando.

Leia mais:
Rússia registra a primeira vacina contra Covid-19 do mundo, anuncia Putin
Após suspeita de tiro, Trump é retirado de entrevista por Serviço Secreto

André Guedes, 20 anos, é bolsista da Universidade de Wisconsin em Relações Internacionais. Em março, por causa do confinamento e da suspensão das aulas presencias, ele decidiu voltar para a casa dos pais em Brasília. O retorno durou mais que o previsto. Em maio, o governo de Donald Trump aplicou uma restrição de viagem para qualquer pessoa que tenha estado no Brasil nos últimos 14 dias, incluindo estudantes matriculados em universidades americanas.

As aulas de André retomam em duas semanas. "Caso eu não consiga ir, eu tenho grandes chances de perder tudo que eu batalhei muito para conseguir, que é uma bolsa esportiva, uma bolsa acadêmica, meu trabalho", conta.

"Eu me juntei recentemente a um grupo chamado 'We the Foreigner' . Esse grupo tem mais de 200 estudantes na mesma situação que a minha, que estão no Brasil tentando voltar para as faculdades americanas. Ninguém sabe nos responder uma data específica ou ao menos dar uma previsão. Estamos perdidos”, explica.

O grupo tem um perfil no Instagram com cerca de 4 mil seguidores e criou uma petição online que já tem mais de 80 mil assinaturas. O texto pede que o governo americano isente os portadores do visto F-1 para os EUA da restrição de viagem em vigor, imposta por causa da pandemia. Depois do EUA, o Brasil é o segundo país no mundo com mais casos confirmados da Covid-19.