Kamala Harris escolhe codinome no Serviço Secreto dos EUA

Se vencer eleição em novembro ao lado de Joe Biden, ela será a primeira vice-presidente mulher, negra e descendente de índios e jamaicanos

Noah Gray e Kate Sullivan, da CNN
18 de agosto de 2020 às 16:12
Kamala Harris discursa ao lado de Joe Biden depois de ser anunciada como candidata à vice-presidência
Foto: Carlos Barria -13.ago.2020/ Reuters

Kamala Harris, candidata à vice-presidente dos Estados Unidos na chapa do Partido Democrata com Joe Biden, escolheu “Pioneira” como seu codinome para ser chamada pelo Serviço Secreto dos Estados Unidos, de acordo com uma fonte ouvida pela CNN.

Harris foi colocada sob proteção do Serviço Secreto na semana passada, pouco depois de Biden anunciar a escolha da senadora pela Califórnia como companheira de chapa.

As pessoas sob a proteção do Serviço Secreto escolhem seus codinomes em uma lista aprovada pela Agência de Comunicações da Casa Branca. É comum candidatos escolherem nomes que tenham alguma conexão pessoal.

O codinome "Pioneira" se conecta com o fato de Harris ocupar lugar na história como a primeira mulher negra e indo-americana a participar de uma chapa presidencial em um dos dois grnades partidos do país.

Assista e leia também:
Kamala Harris injeta energia na campanha de Biden
O que Kamala Harris significaria para o Vale do Silício como vice-presidente
América Decide: Kamala Harris ajuda ou atrapalha a eleição de Biden?
Kamala Harris, vice de Biden, passou a carreira quebrando barreiras

Se eleita em novembro, ela se tornará a primeira vice-presidente mulher, a primeira vice-presidente indo-americana, a primeira vice-presidente negra e a primeira vice-presidente jamaicana-americana.

Jonathan Wackrow, um ex-agente especial do Serviço Secreto que é analista de aplicação da lei na CNN, disse em uma entrevista: "Com o tempo, os protegidos (do Serviço Secreto) quase assumiram a persona do codinome que haviam selecionado".

“Com ‘Renegado’ [o ex-presidente Barack Obama] é um ótimo exemplo de como ele se posicionou contra o establishment em algumas das coisas que fez. Já para Barbara Bush, o codinome ‘Tranquilidade’ incorporava a tranquilidade e a paz em um tempo de guerra”, disse Wackrow.

A ex-primeira-dama Michelle Obama era conhecida pelo codinome “Renascimento”. Biden escolheu “Céltico”, mesmo codinome que usou quando esteve na Casa Branca como vice-presidente de Obama.

Jill Biden é chamada pelo codinome “Capri”, também igual aos dos tempos em que seu marido Joe era o número 2 do país.

Qualquer membro da família de um candidato que também esteja sob proteção do Serviço Secreto dos EUA pode escolher um codinome, a partir de uma lista pré-aprovada, que comece com a mesma letra que o codinome de seu parente.

Biden voltou a ter proteção do Serviço Secreto em março, depois de quase 3 anos sem esse benefício – ex-vice-presidentes continuam sob proteção por seis meses depois de deixarem a Casa Branca.

O codinome do presidente dos EUA, Donald Trump, para o Serviço Secreto é “Mogul”, enquanto a primeira-dama Melania é chamada de “Musa”. O vice-presidente Mike Pence é “Hoosier” enquanto sua mulher, Karen, escolheu “Beija-flor”.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês)