Pence discursará em Convenção por 'lei e ordem' enquanto atletas apoiam protesto

A intenção do vice de Trump é apresentar a chapa adversária como "fora de cogitação e perigosa para os Estados Unidos"

Da CNN
26 de agosto de 2020 às 21:52
O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence
Foto: Twitter/Reprodução

O terceiro dia da Convenção Nacional Republicana terá como seu principal orador o vice-presidente Mike Pence.

Companheiro de chapa de Donald Trump na disputa pela reeleição, Pence terá a tarefa de apresentar as diretrizes da campanha republicana e estabelecer as críticas ao adversário democrata, Joe Biden.

A terceira noite terá como lema "Terra de Herois", tendo como um dos objetivos fortalecer o discurso de "lei e ordem", de que a campanha de Trump é a favor das polícias e do endurecimento contra a criminalidade, enquanto Biden seria leniente com o crime.

O discurso esperado para Mike Pence contrasta com o protesto de jogadores da liga nacional de basquete, a NBA.

Os jogos desta quarta-feira (26) foram adiados depois dos atletas do Milwaukee Bucks se recusarem a entrar em campo em apoio aos protestos por Jacob Blake, homem negro que sofreu disparos da polícia do Wisconsin enquanto estava desarmado.

Assista e leia também:

Jogos da NBA nesta quarta são adiados por protesto por justiça racial nos EUA

Trump fará 'justiça' contra a China pela Covid-19, diz Mike Pompeo em convenção

A intenção de Pence é apresentar a chapa adversária como "fora de cogitação e perigosa para os Estados Unidos", segundo um alto integrante da cúpula republicana disse ao correspondente senior da CNN internacional na Casa Branca, Jeff Zeleny.

Mulheres

A programação republicana espera colocar no palco nesta quinta lideranças femininas do partido. O destaque fica para Kellyanne Conway, a chefe da campanha de Trump em 2016 que anunciou na semana passada a sua saída de um cargo de assessora na Casa Branca.

O anúncio de que Kellyane deixará o governo no final do mês acontece ao mesmo tempo que o marido dela, George Conway, também afirmou que vai se afastar do Projeto Lincoln, uma organização anti-Trump. Os dois disseram que precisam focar na família.

Outras mulheres que devem discursar nesta quinta na convenção são a governadora da Dakota do Sul, Kristi Noem, a senadora por Iowa Joni Ernt e a deputada Elise Stefanik, a mais jovem republicana a ser eleita para o Congresso.

(Com informações de Maegan Vazquez, da CNN)