Governo afegão diz que ataque a bomba mirou vice-presidente, que não se feriu

Segundo porta-voz, guarda-costas do político foram atingidos após bomba explodir em estrada na região de Cabul

Abdul Qadir Sediqi, da Reuters
09 de setembro de 2020 às 01:42 | Atualizado 09 de setembro de 2020 às 03:48
 

Uma bomba em uma estrada na região de Cabul, capital do Afeganistão, teve como alvo o primeiro vice-presidente afegão Amrullah Saleh na manhã desta quarta-feira (9), disse seu porta-voz, que acrescentou que Saleh escapou ileso do ataque.

O cargo de primeiro vice-presidente é o segundo mais alto na hierarquia do governo do país. No Afeganistão, há também a figura do segundo vice-presidente.

Leia também:
Homem negro é detido ao ser confundido com assaltante nos EUA

"Hoje, mais uma vez o inimigo do Afeganistão tentou prejudicar Saleh, mas não conseguiu atingir seu objetivo maligno e Saleh escapou ileso do ataque", escreveu Razwan Murad, porta-voz do escritório de Saleh, no Facebook.

Segundo o porta-voz, alguns dos guarda-costas do vice-presidente ficaram feridos na explosão.

Autoridades do Ministério da Saúde local disseram que o ataque matou ao menos seis pessoas e feriu doze.