Governo tem cometido erros estruturais, diz cientista político

'Atores que operam a política externa brasileira atualmente servem a uma plataforma eleitoral específica nas eleições dos Estados Unidos', diz Hussein Kalout

Da CNN, em São Paulo
21 de setembro de 2020 às 23:35

A polêmica visita do secretário de Estado Americano, Mike Pompeo, ao Brasil, para visitar a Operação Acolhida, que recebe imigrantes venezuelanos em Roraima, pode ser considerada ilegal segundo o cientista político e pesquisador da Universidade de Harvard Hussein Kalout. Segundo ele, o governo tem cometido erros estruturais.

Em entrevista para a CNN nesta segunda-feira (21), ele disse que "os atores que operam a política externa brasileira atualmente servem a uma plataforma eleitoral específica nas eleições dos Estados Unidos". "O Brasil, ao apoiar esta ação em benefício a Donald Trump, desrespeita o processo eleitoral americano.”

Leia também

Maia critica visita de Pompeo próximo à fronteira com Venezuela

FHC e Serra criticam visita de Pompeo a Roraima e apoiam Rodrigo Maia

Renan Calheiros critica a visita de Pompeo a refugiados venezuelanos em Roraima

Hussein Kalout, cientista político e pesquisador da Universidade de Harvard em entrevista para a CNN (21.set.2020)
Foto: CNN Brasil

Kalout defende que as recentes ações do Itamaraty podem ser consideradas um desrespeito ao artigo quarto da Constituição, que prevê que a política externa brasileira seja regida por termos como autodeterminação dos povos, a não-intervenção e a igualdade entre os Estados.

“A relação entre Brasil e Estados Unidos precisa ser positiva e correta por ser fundamental aos objetivos estratégicos entre os dois. Mas o governo brasileiro erra ao desrespeitar artigo 4 da Constituição Federal ao aceitar participar da política interna americana.”

(Edição do texto: Paulo Toledo Piza).