Ex-gerente de campanha de Trump é hospitalizado após tentativa de suicídio


Kaitlan Collins e Hollie Silverman, da CNN
28 de setembro de 2020 às 08:25 | Atualizado 28 de setembro de 2020 às 09:00
Comício de Donald Trump em Tulsa

Apoiadores nas arquibancadas do BOK Center, em Tulsa, durante comício do presidente dos Estados Unidos Donald Trump. Evento foi organizado por Brad Parscale

Foto: Evan Vucci/AP (20.jun.2020)

O ex-gerente de campanha do presidente Donald Trump, Brad Parscale, foi hospitalizado nesse domingo (27) após tentativa de suicídio em sua casa, na Flórida.

De acordo com a sargento do Departamento de Polícia de Fort Lauderdale, DeAnna Greenlaw, policiais foram chamados à residência de Parscale após ligação de sua esposa, que relatou tentativas de suicídio do marido. "Quando os policiais chegaram ao local, eles fizeram contato com a esposa do sujeito, que avisou que seu marido estava armado, tinha acesso a várias armas de fogo dentro da residência e estava ameaçando se machucar", disse Greenlaw à CNN.

Leia também:
Onde assistir ao primeiro debate entre Joe Biden e Donald Trump
Trump ficou 10 anos sem pagar imposto de renda, diz NYT
Trump provoca Biden e diz que exigirá teste antidoping antes de debate

Brad Parscale é ex-gerente da campanha de Trump

Brad Parscale é ex-gerente da campanha de Trump

Foto: CNN

A oficial afirmou que os agentes conseguiram negociar com Brad Pascale, que foi levado sem ferimentos ao hospital Broward Health Medical Center com base na lei Baker Act. Segundo a chefe da polícia de Fort Lauderdale, Karen Dietrich, uma equipe da SWAT chegou ao local em um curto período de tempo e fez o indivíduo se render.

Baker Act é uma lei da Flórida que permite às famílias serviços de saúde mental de emergência e detenção temporária para pessoas com deficiência mental, de acordo com a University of Florida Health.

Nomeado em fevereiro de 2018, Brad Parscale foi rebaixado da posição de gerente de campanha de Trump após o comício deste ano em Tulsa, Oklahoma. Ele não foi visto em seu escritório desde que perdeu o cargo, afirmou uma fonte à CNN. "Brad Parscale é membro de nossa família e todos o amamos. Estamos prontos para apoiar ele e sua família de todas as maneiras possíveis", disse Tim Murtaugh, gerente de comunicação da campanha do presidente.

Parscale trabalhou para a família Trump anos antes da candidatura presidencial do atual presidente. De acordo com os analistas da CNN, ele ficou conhecido por ser como um "guru digital", que ajudou a garantir a vitória da última eleição após uma análise de dados de campanha quatro anos atrás.

Trump participará nesta terça-feira (29) do primeiro debate das eleições dos Estados Unidos contra Joe Biden. A CNN Brasil transmitirá o encontro, às 22 horas.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês)