Governo da Itália concorda com solicitação de novas restrições na Lombardia

Região vai interromper atividades econômicas não essenciais e movimentação da população entre as 23h e 5 da manhã

Da Reuters
19 de outubro de 2020 às 17:05 | Atualizado 20 de outubro de 2020 às 22:23

O governo da Itália concordou com um pedido da região da Lombardia, duramente atingida pela Covid-19, de impor novas restrições para conter um novo surto de infecções, disse um porta-voz do Ministério da Saúde à Reuters nesta segunda-feira (19).

Leia mais:
França: Pacientes com Covid-19 em UTIs passam de 2 mil pela 1ª vez desde maio

A Lombardia, localizada em torno da capital financeira da Itália, Milão, é responsável por cerca de 128.400 dos mais de 423.500 casos de coronavírus detectados na Itália desde que o surto foi descoberto em fevereiro.

A região da Lombardia disse em um comunicado que vai propor ao governo interromper, a partir de 22 de outubro, atividades econômicas não essenciais e movimentação da população entre as 23h e 5 da manhã. A região também pretende pedir que todas as grandes lojas sejam fechadas nos sábados e domingos.