Veja como vai funcionar o silenciamento de microfones no debate de Trump e Biden

Segundo as regras de debate acordadas, cada candidato tem dois minutos ininterruptos para fazer comentários no início de cada segmento de 15 minutos do debate

Dan Merica, da CNN
21 de outubro de 2020 às 05:00
Trump e Biden ficaram a 3,8 metros de distância um do outro no primeiro debate entre candidatos à presidência
Foto: Jonathan Ernst - 29.set.2020 / Reuters

O ex-vice-presidente Joe Biden e presidente dos Estados Unidos Donald Trump terão seus microfones silenciados durante partes do segundo e último debate presidencial na noite de quinta-feira (22), conforme anunciou a Comissão de Debates Presidenciais na segunda-feira (19).

A decisão veio depois que a comissão se reuniu na tarde de segunda-feira para discutir possíveis mudanças nas regras do formato do debate. Eles decidiram que as mudanças eram necessárias por causa do caos do primeiro debate entre Biden e Trump, no qual o presidente interrompeu frequentemente o ex-vice-presidente.

“Eu vou participar. Só acho muito injusto”, disse Trump quando questionado por repórteres sobre a mudança.

O silenciamento funcionará assim:

- No início de cada um dos seis segmentos do debate, cada candidato terá dois minutos para responder a uma questão inicial.

- Durante essa parte, o microfone do candidato adversário ficará mudo.

“Segundo as regras de debate acordadas, cada candidato tem dois minutos ininterruptos para fazer comentários no início de cada segmento de 15 minutos do debate. Essas observações serão seguidas por um período de discussão aberta”, explicou a Comissão em um comunicado. “Ambas as campanhas reafirmaram esta semana novamente seu acordo com a regra de dois minutos sem interrupção”.

Assista e leia também:

Saiba como assistir ao último debate entre Trump e Biden
Trump diz que 'pode' tentar interromper Biden menos no debate de quinta-feira
EUA têm recorde de votação antecipada, com 30 milhões de votos

A declaração continuou: “A Comissão anuncia hoje que, para fazer cumprir esta regra acordada, o único candidato cujo microfone estará aberto durante estes dois minutos é aquele que tem a palavra segundo as regras. Para o equilíbrio de cada segmento, que por princípio se destina a trazer uma discussão aberta, os microfones de ambos os candidatos serão abertos”.

Uma fonte próxima à comissão disse à CNN que a decisão de silenciar os microfones foi unânime por seus membros e enfatizou que “esta não é uma mudança nas regras, mas sim um movimento para promover a adesão às regras que foram acordadas por ambas as campanhas. Uma mudança nas regras exigiria negociações demoradas e, em última análise, em nossa opinião, impraticáveis entre as duas campanhas”.

Ainda assim, a mudança atraiu uma repreensão imediata do diretor de comunicação da campanha de Trump, Tim Murtaugh, que acusou, sem provas, que a decisão da comissão é uma “tentativa de fornecer vantagem ao seu candidato favorito”.

Mas Trump ainda está “comprometido em debater Joe Biden”, independentemente da mudança, disse Murtaugh em um comunicado.

O segundo debate presidencial da comissão foi cancelado depois que Trump se recusou a participar de um evento virtual, mudança feita por causa de seu diagnóstico positivo para coronavírus.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês)