'É bom ver vocês': Obama participa de primeiro ato de campanha para Biden

O ex-presidente participou de uma mesa de discussão com políticos negros, líderes comunitários e religiosos e depois de um comício

Trevor Hunnicutt e Joseph Ax, da Reuters
21 de outubro de 2020 às 21:36 | Atualizado 23 de outubro de 2020 às 00:33

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama fez nesta quarta-feira (21) a primeira aparição na campanha do candidato democrata à Presidência dos EUA, Joe Biden, que trava uma disputa apertada com o presidente Donald Trump em estados cruciais a apenas 13 dias da eleição.

Obama, um dos principais astros do Partido Democrata e um alvo frequente dos ataques do republicano Trump, participou de uma mesa de discussão com políticos negros, líderes comunitários e religiosos da Filadélfia antes de participar de um comício "drive-in" para pedir votos antecipados para Biden e outros candidatos democratas. 

"É bom ver vocês", disse Obama ao entrar no palanque aplaudido pelos 15 convidados. 

A aparição de Obama no evento da campanha preenche uma lacuna deixada por Biden, que tem ficado em casa no Delaware desde segunda-feira fazendo reuniões e se preparando para o debate desta semana com Trump em Nashville, no Tennessee. Biden foi vice-presidente de Obama por oito anos. 

Leia e ouça também:
Veja como Joe Biden está se preparando para o debate de quinta-feira
Saiba como assistir ao último debate entre Trump e Biden
Wall Street pode dar resultado da eleição nos EUA antes que a imprensa; entenda
Podcast: O que significa a vantagem de Biden sobre Trump nos estados?

Os norte-americanos estão votando antecipadamente em um ritmo sem precedentes, com mais de 41 milhões de votos feitos por correspondência ou pessoalmente antes do dia da eleição, em 3 de novembro, por causa de preocupações com o novo coronavírus e para garantir que seus votos sejam contabilizados. 

Na noite desta quarta-feira, Trump faz um comício na Carolina do Norte, um outro Estado decisivo onde as pesquisas de opinião indicam uma disputa apertada.

Biden e Trump se encontrarão no segundo debate entre ambos na noite de quinta-feira, o que dará ao republicano uma chance de mudar o curso da disputa, que tem o democrata na liderança das pesquisas nacionais.

Ex-presidente dos EUA Barack Obama em ato de campanha para Joe Biden

Foto: REUTERS/Kevin Lamarque