Indicada à Suprema Corte, Amy Coney Barrett chega ainda mais perto da aprovação

Senado de maioria republicana vota a favor da juíza conservadora para a vaga de Ruth Bader Ginsburg

Lawrence Hurley, da Reuters
25 de outubro de 2020 às 15:25

Juíza Amy Coney Barrett em Washington

Foto: Demetrius Freeman/Pool via Reuters (29.set.2020)

O senado dos Estados Unidos, de maioria pertencente ao Partido Republicano, deu mais um passo em direção de confirmar a indicação do presidente Donald Trump para a Suprema Corte do país, Amy Coney Barrett, neste domingo (25). A indicação pode ser confirmada na segunda-feira (26), apenas uma semana antes do dia das eleições.

51 senadores votaram a favor da indicação e 48 contra, o que era esperado pela divisão dos partidos dos membros da casa na tarde de domingo. A votação final é esperada para a noite de segunda-feira.

Leia também:
Casos de Covid-19 disparam em estados-chave a poucos dias da eleição nos EUA
Trump acena a eleitores negros, mas critica movimento Black Lives Matter
Trump promete vacina 'em semanas' e Biden critica condução da pandemia nos EUA

Com republicanos controlando a câmara, 53 a 47 votos e nenhum sinal de revolta pela ocupação da juíza de apelo conservador da vaga da liberal Ruth Bader Ginsburg, a indicação de Barrett parece quase certa para o cargo vitalício, apesar da oposição democrata.