Presidente do México cogita apelar à ONU para recuperar artefatos do exterior

López Obrador pediu devolução de artefatos pré-hispânicos em museus europeus

Reuters
26 de outubro de 2020 às 18:07 | Atualizado 26 de outubro de 2020 às 18:10
Tesouro da rainha maia Tzak-bu Ajaw em exibição na Cidade do México
Foto: Henry Romero/Reuters (26.jul.2020)

O presidente do Méxicos, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta segunda-feira (26) que está cogitando apelar à ONU (Organização das Nações Unidas) em busca de ajuda para conseguir a devolução de artefatos pré-hispânicos mantidos em museus estrangeiros.

"Estou cogitando seriamente apresentar uma iniciativa nas Nações Unidas pela devolução destas peças de herança a seus vilarejos originais", disse López Obrador durante sua coletiva de imprensa matinal.

Ele disse que a exibição dos artefatos em museus europeus é parte de uma "política colonialista"

Leia também:

Arqueólogos encontram vestígios mais antigos da história indígena em Salvador

Arqueólogo espanhol é condenado à prisão por falsificar descobertas

López Obrador pediu que instituições europeias enviem artefatos pré-hispânicos ao México para que estes sejam exibidos durante eventos que lembrarão o 500º aniversário da queda do império asteca diante da Espanha no ano que vem.

Algumas das instituições ainda não concederam as permissões, expressando receio a respeito de danos no transporte ou da devolução dos artefatos.