Príncipe Azim, herdeiro do sultão de Brunei e produtor de cinema, morre aos 38

Parte da linha de sucessão de Brunei, que tem um dos governantes mais ricos do mundo, Azim foi amigo de celebridades e produziu curta com Hillary Swank

Por Rob Picheta e Angus Watson, da CNN
27 de outubro de 2020 às 00:45 | Atualizado 27 de outubro de 2020 às 00:49
Príncipe Azim manteve amizade com diversos artistas de Hollywood
Foto: Instagram/ Reprodução


O príncipe Azim, filho do sultão de Brunei, morreu aos 38 anos, confirmou o governo do país.

Azim, que era o quarto na linha de sucessão ao trono do sudeste asiático e conquistou reputação em Hollywood como produtor de cinema, morreu na manhã de sábado. Seu pai Hassanal Bolkiah, o sultão de Brunei, é considerado uma das pessoas mais ricas do mundo.

O governo não divulgou a causa de sua morte.

 

Leia também:
Homem é preso após queimar urna de votação em Boston

Itália retoma restrições; premiê diz que país 'não pode arcar' com 2º lockdown


O segundo filho do sultão era conhecido por oferecer festas extravagantes com celebridades como Pamela Anderson, Janet Jackson e Mariah Carey.

Azim produziu um punhado de filmes, incluindo o longa-metragem de 2014, "You're not You", estrelado por Hilary Swank, e construiu uma carreira paralela na indústria cinematográfica, apesar das críticas internacionais por abusos do governo de seu pai em Brunei - incluindo a criminalização da homossexualidade no país.

O funeral de Azim aconteceu no sábado, e a nação já entrou em um período de luto de sete dias.

O primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong, disse que Azim "era conhecido por seu espírito gentil e generoso e por sua dedicação às causas de caridade, educação e juventude".

Já uma representação da Indonésia disse em comunicado que o príncipe "será sempre lembrado com carinho".