Queda de helicóptero de missão humanitária deixa 7 mortos no Egito

Aeronave da Força Multinacional de Observadores carregava cinco norte-americanos, um francês e um cidadão da República Checa; todos eram militares

Reuters
12 de novembro de 2020 às 11:49 | Atualizado 12 de novembro de 2020 às 14:42

 

Um helicóptero comandado pelos Estados Unidos em uma missão humanitária para manutenção da paz caiu, nesta quinta-feira (12), na região da península do Sinai, no Egito. De acordo com uma fonte israelense, sete pessoas morreram.

Entre as vítimas estão cinco americanos, um francês e um cidadão da República Checa. Todos eram militares, acrescentou a fonte.

O escritório israelita da Força Multinacional de Observadores (MFO, na sigla em inglês) confirmou que houve um acidente de helicóptero, mas se negou a dar mais informações afirmando que uma investigação está em andamento.

Assista e leia também:
Duas pessoas morrem em queda de helicóptero no Rio de Janeiro
Falta de manutenção causou queda de helicóptero que levava Ricardo Boechat

Acidente com helicóptero da Força Multinacional de Observadores, no Sinai, deixou 7 mortos
Foto: Reprodução/mfo.org


Em comunicado oficial, o Exército de Israel afirmou que ofereceu uma equipe de resgate para colaborar nos trabalhos no local do acidente.

De acordo com seu website, a MFO conta com 1.154 militares dos Estados Unidos e de outros 12 países. Eles abrangem uma área de mais de 10 mil km² na península montanhosa do Sinai. Cerca de 452 dos militares são americanos.