Reino Unido e Canadá assinam acordo comercial transitório pós-Brexit


Kate Holton e Amran Abocar, da Reuters
21 de novembro de 2020 às 13:11
Imagem ilustrativa do Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia
Imagem ilustrativa do Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia
Foto: Dado Ruvic/Reuters

Reino Unido e Canadá fecharam um acordo comercial transitório neste sábado para proteger o fluxo de US$ 27 bilhões em bens e serviços entre eles após o Brexit, e prometeram iniciar negociações sobre um acordo específico no próximo ano. 

Conforme se prepara para encerrar a transição de saída da União Europeia em 31 de dezembro, o Reino Unido tem negociado vários acordos bilaterais para manter o comércio, com muitos simplesmente substituindo os termos que o bloco já havia acordado. 

Leia também:
Reino Unido vai banir venda de carros movidos a gasolina em 2030
Brexit: O tempo está passando para o Reino Unido

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, participou de uma conversa online com o premiê do Canadá, Justin Trudeau, e seus respectivos ministros de comércio para destacar o acerto, que abre caminho para um acordo específico abrangendo mais áreas como comércio digital, pequenas empresas, meio ambiente e empoderamento econômico das mulheres. 

"O acordo de hoje fundamenta 20 bilhões de libras em comércio e garante milhares de empregos", disse Liz Truss, secretária de Comércio Internacional do Reino Unido, em um comunicado. 

Sua contraparte canadense, Mary Ng, afirmou que o acordo transitório "reproduz em grande parte" o acordo da UE sobre reduções tarifárias e disposições para trabalho e meio ambiente. "Queremos um acordo comercial ambicioso e abrangente de alto nível com o Reino Unido", disse Ng, sinalizando que o Canadá deseja termos semelhantes ao acordo da UE. 

O Reino Unido é o quinto maior parceiro comercial do Canadá, depois de Estados Unidos, China, México e Japão. 

Johnson está tentando moldar um novo "Reino Unido global" que possa agir sozinho e negociar acordos comerciais melhores do que a UE como parte do que ele diz serem os benefícios da decisão histórica de deixar o maior bloco comercial do mundo. 

Em menos de dois anos, o país fez acordos comerciais com 53 países, respondendo por 164 bilhões de libras (US$ 217,82 bilhões) do comércio bilateral britânico. Críticos de Johnson apontam que muitos são basicamente os mesmos que os acordos da UE. 

O Acordo de Continuidade Comercial Reino Unido-Canadá estará sujeito às verificações jurídicas finais antes de ser formalmente assinado. "Este é um bom momento", disse Trudeau.