Universidade de Cambridge reporta furto de dois cadernos de Charles Darwin

Os documentos foram listados como "perdidos" em 2001, e acredita que tenham sido roubados após busca na extensa biblioteca não ter encontrado os itens

Henrique Andrade*, da CNN, em São Paulo
24 de novembro de 2020 às 17:21 | Atualizado 25 de novembro de 2020 às 10:23

 

A Universidade de Cambridge informou que dois cadernos de Charles Darwin, considerado o pai da evolução, foram furtados. 

Segundo a instituição, os documentos foram listados como "perdidos" em 2001, e acredita que tenham sido furtadod após busca na extensa biblioteca não ter encontrado os itens.

A polícia de Cambridgeshire e a Interpol já foram notificadas pela universidade para apurar o caso.

Leia também:
Ornitorrincos têm habitat ameaçado e são animal vulnerável, alertam cientistas
Cientistas criam diamantes em temperatura ambiente — e em alguns minutos
Besouro pode sobreviver a atropelamento – e ajudar com problemas de engenharia

A divulgação da informação pela universidade se dá no dia conhecido como "Dia da Evolução", já que em 24 de novembro de 1859 Darwin publicou "A Origem das Espécies", considerado livro mais importante de toda a sua obra e um dos mais importantes da ciência natural.

*sob supervisão de Giovanna Bronze