Cerca de 100 baleias e golfinhos morrem após encalhe em massa na Nova Zelândia

Cerca de 100 baleias-piloto e golfinhos-nariz-de-garrafa morreram em um encalhe em massa nas remotas ilhas Chatham, pertencentes à Nova Zelândia

Por Praveen Menon, da Reuters
25 de novembro de 2020 às 04:55
Baleia avistada em Kaikoura, na Nova Zelândia
Foto: Roseieelis/ Instagram


Cerca de 100 baleias-piloto e golfinhos-nariz-de-garrafa morreram em um encalhe em massa nas remotas ilhas Chatham, a cerca de 800 km da costa leste da Nova Zelândia, disseram autoridades na quarta-feira.

A maioria deles encalhou durante o fim de semana, mas os esforços de resgate foram prejudicados pela localização remota da ilha.

Leia também:
Casal sobrevive a naufrágio no Mediterrâneo, e alianças são encontradas no mar

O Departamento de Conservação da Nova Zelândia (DOC) disse que um total de 97 baleias-piloto e três golfinhos morreram no incidente, acrescentando que foram notificados no domingo.

"Apenas 26 das baleias ainda estavam vivas neste ponto, a maioria delas parecendo muito fracas, e foram sacrificadas devido às condições do mar agitado e quase certeza de haver grandes tubarões brancos na água que são trazidos por um encalhe como isso”, disse o guarda florestal da Biodiversidade do DOC Jemma Welch.

Encalhes em massa são razoavelmente comuns nas Ilhas Chatham, com até 1.000 animais morrendo em um único encalhe em 1918.

Encalhes em massa de baleias ocorreram ao longo da história moderna registrada, e por que isso acontece é uma questão que intrigou os biólogos marinhos durante anos.

No final de setembro, várias centenas de baleias morreram em águas rasas da costa australiana em um dos maiores encalhes de baleias do mundo.