Trump quer deixar para Biden relação ruim com o Irã, diz pesquisador de Harvard

A pesquisador da Universidade de Harvard Hussein Kalout falou sobre o assassinado de um importante cientista nuclear iraniano, Mohsen Fakhrizadeh-Mahavadi

Da CNN, em São Paulo
27 de novembro de 2020 às 23:49

Em entrevista à CNN, o pesquisador da Universidade de Harvard Hussein Kalout falou sobre o assassinato de um importante cientista nuclear iraniano, Mohsen Fakhrizadeh-Mahavadi. 

Segundo o pesquisador, o acontecimento pode ser reflexo de uma tentativa de Trump de estabelecer as relações com o Irã para dificultar futuros acordos da administração Joe Biden com o país do Oriente Médio.

Leia também

Irã foi alvo diversos ataques a cientistas nas últimas décadas; relembre

Quem foi o cientista assassinado no Irã?

Irã celebra fim do embargo da ONU sobre comércio de armas; EUA se opõem

“A ação de hoje não tem a ver com o programa nuclear iraniano, o ponto é diplomático. A administração Trump, junto com seus aliados sauditas e israelenses, busca infligir maior dano possível ao capital político criado entre o partido democrata e o governo iraniano quando negociaram o acordo nuclear,” disse Kalout.

“Trump quer legar a Biden é uma relação danificada, onde a retomada do diálogo diplomático aconteça do pior ponto possível entre os países.”