Loja japonesa vende máscaras hiper-realistas personalizadas com rosto do cliente

Empresário não revela o processo de fabricação dos acessórios, que custam US$ 1 mil cada

Da CNN, em São Paulo
16 de dezembro de 2020 às 12:46 | Atualizado 16 de dezembro de 2020 às 12:46

No ano em que todo o mundo passou a usar máscaras, um japonês inovou e criou um novo modelo hiper-realista em 3D. Em Tóquio, a loja dele vende fantasias para festas e outras produções, mas acabou se especializando nesse tipo de modelo de máscaras e tem feito muito sucesso.

Apesar de não proteger contra o novo coronavírus, a máscara garante a aparência exata de qualquer pessoa. A ideia surgiu em outubro através das redes sociais. Na ocasião, o empresário pediu para que os internautas enviassem fotos dos rostos para servir de modelo, oferecendo uma recompensa de US$ 387.

Leia também:
“Assassino do Twitter” é condenado à morte no Japão por matar nove pessoas
Chama olímpica ainda visitará Japão inteiro, dizem organizadores dos Jogos
Startup cria máscara que amplia e traduz voz com ajuda de smartphone

Cada máscara é vendida por quase US$ 1 mil. Mas o sucesso foi tanto que o artesão garante ter recebido mais de 100 propostas de pessoas do exterior para "vender seus rostos". Ele não revela o processo de produção, mas a expectativa do dono é de que, em breve, as máscaras cheguem também às galerias de arte.

Japonês faz sucesso vendendo máscaras hiper-realistas
Foto: CNN Brasil (16.dez.2020)

(Publicado por: André Rigue)