Turistas britânicos fogem de quarentena obrigatória em estação de esqui suíça

Grupo deveria se submeter a isolamento social imposto a visitantes vindos do Reino Unido

Fanny Bobille, Arnaud Siad e Amy Woodyatt, da CNN
29 de dezembro de 2020 às 10:54
Estação de esqui em Zermatt, na Suíça
Foto: Kurt Müller/Zermatt Tourism

Um grupo de turistas britânicos fugiu da estação de esqui suíça de Verbier “clandestinamente”, na calada da noite. Segundo uma autoridade local, eles deveriam se submeter a uma nova quarentena imposta aos visitantes do Reino Unido.

A Suíça é uma das dezenas de nações que proibiram a entrada de pessoas vindas do Reino Unido graças a uma nova variante do coronavírus potencialmente mais transmissível e ligada a um recente aumento de casos na Inglaterra.

No dia 21 de dezembro, o Conselho Federal Suíço impôs uma proibição de entrada e um período de quarentena retroativo de dez dias a todos os viajantes provenientes do Reino Unido e da África do Sul (país que detectou outra nova variante). Ou seja, qualquer pessoa que tenha entrado na Suíça vinda dos dois países desde 14 de dezembro precisa fazer quarentena.

Leia e assista também:

Coreia do Sul detecta nova cepa da Covid-19 em 3 pessoas que viajavam de Londres

Espanha, França, Suécia: veja países que já registraram nova cepa do coronavírus

“Alguns turistas britânicos partiram imediatamente, enquanto outros decidiram ficar mais um pouco. Alguns fugiram clandestinamente durante a noite”, contou à CNN Jean-Marc Sandoz, porta-voz da cidade de Bagnes, a cerca de 20 minutos de Verbier.

“Eles partiram assim que encontraram um jeito de voltar para casa”, acrescentou, lembrando que o número exato de turistas que deixaram o resort não foi confirmado.

De acordo com a Sandoz, 370 turistas no Reino Unido que chegaram à região foram registrados como obrigados a cumprir a ordem de quarentena de dez dias.

“Alguns deles tiveram que partir para a França, porque os voos da Suíça para o Reino Unido estão suspensos”, disse.

“Não dá para culpá-los. Na maioria dos casos, a quarentena era insuportável. Imagine ficar com quatro pessoas em um quarto de hotel de 20 metros quadrados, depois de ter pago para ficar em uma estação de esqui suíça”, acrescentou.

De acordo com o chefe do Escritório de Turismo de Verbier, Simon Wiget, os britânicos costumam representar 21% dos hóspedes no resort.

Enquanto os cientistas buscam mais informações sobre a variante descoberta no Reino Unido, seu impacto já está sendo sentido. As autoridades britânicas aumentaram as restrições à pandemia na Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte durante o período das festas de final de ano.

Novos casos da variante foram detectados em todo o mundo, em países como Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, França, Irlanda, Jordânia, Japão, Holanda, Noruega, Coreia do Sul, Espanha e Suécia.

Desde sua descoberta, mais de 40 países restringiram viagens provenientes do Reino Unido.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).