Capitão de 100 anos que arrecadou quase R$ 250 milhões é internado com Covid-19

Capitão Tom Moore virou celebridade por arrecadar cerca de 33 milhões de libras para apoiar o serviço de saúde britânico na pandemia

Por Elizabeth Piper, da Reuters
01 de fevereiro de 2021 às 04:43 | Atualizado 01 de fevereiro de 2021 às 08:52


Aos 100 anos, o capitão britânico Tom Moore, que arrecadou milhões de libras para o serviço de saúde do país dando voltas em seu jardim durante o lockdown, foi internado no hospital depois de testar positivo para Covid-19, disse sua filha no domingo.

O veterano da Segunda Guerra Mundial chamou a atenção do público em abril, pouco antes de seu 100º aniversário, quando foi filmado dando voltas com a ajuda de um andador em torno de seu jardim na vila de Marston Moretaine, ao norte de Londres.

Ele esperava levantar 1.000 libras. Em vez disso, arrecadou cerca de 33 milhões de libras (em torno de R$ 247 milhões na cotação atual) para o Serviço Nacional de Saúde, quebrou dois recordes mundiais do Guinness, foi nomeado cavaleiro pela Rainha Elizabeth, alcançou o primeiro lugar nas paradas do Reino Unido com uma canção, escreveu uma autobiografia e ajudou a fundar uma instituição de caridade.

 

O veterano da Segunda Guerra Tom Moore
O veterano da Segunda Guerra Tom Moore (30.abr.2020)
Foto: Emma Sohl/Divulgação/Reuters


"Eu queria atualizar a todos que hoje, meu pai foi internado no hospital", disse sua filha, Hannah Ingram-Moore, no Twitter.

"Nas últimas semanas ele estava sendo tratado para pneumonia e na semana passada testou positivo para Covid-19. Ele estava em casa conosco até hoje, quando precisou de ajuda adicional com sua respiração. Ele está sendo tratado em uma enfermaria, embora esteja internado, não está em UTI”, disse.

Hannah disse que Tom vinha recebendo cuidados médicos "extraordinários" nas últimas semanas. A família sabia que a equipe do Hospital de Bedford faria tudo o que pudesse para deixá-lo confortável e espera "que volte para casa o mais rápido possível".

O Reino Unido vacinou quase 9 milhões de pessoas contra o novo coronavírus, com mais de 80 anos em um dos grupos de maior prioridade. Mas a Sky News citou um representante da família dizendo que Moore ainda não havia recebido a vacina porque estava sendo tratado para pneumonia.

Sua hospitalização provocou diveras manifestações de apoio.

O primeiro-ministro Boris Johnson disse no Twitter que seus pensamentos estavam com Moore e sua família. "Você inspirou toda a nação e sei que todos desejamos uma recuperação total."

O líder da oposição trabalhista, Keir Starmer, também lhe desejou boa sorte, dizendo: "A nação inteira espera que você fique bem logo, capitão Tom Moore. Você foi uma inspiração para todos nós durante esta crise."