Polícia britânica prende dois homens que compararam vacinações ao Holocausto

Os homens de 73 e 37 anos são acusados de terem espalhado um folheto no sul de Londres no final de janeiro

Reuters
04 de fevereiro de 2021 às 15:06
Alerta do governo britânico sobre a Covid-19 em Londres
Alerta do governo britânico sobre a Covid-19 em Londres
Foto: Toby Melville - 19.dez.2020/Reuters

A polícia britânica anunciou nesta quinta-feira (4)que prendeu dois homens suspeitos de distribuírem um folheto com material que parece comparar as vacinações contra Covid-19 ao Holocausto.

Os homens de 73 e 37 anos são acusados de terem feito o folheto circular no sul de Londres no final de janeiro.

Atualmente, o Reino Unido está realizando um programa de vacinação em massa, e mais de 10 milhões de pessoas já receberam as primeiras doses da vacina contra Covid-19.

Mas houve vários protestos de oponentes da vacina na capital, e especialistas alertam que uma minoria considerável de pessoas acredita em teorias conspiratórias sobre as vacinações ou o próprio coronavírus.

O homem de 73 anos é suspeito de comunicações mal-intencionadas e perturbação pública e o de 37 foi preso devido à suspeita de violação da ordem pública. Eles foram soltos sob fiança até uma audiência no início de março.