Banco dos Brics libera R$ 5,4 bilhões ao Brasil para combate ao coronavírus

Financiamento já tinha sinalizado no ano passado, mas ainda faltavam os ritos processuais para a liberação dos recursos

Rodrigo Viga Gaier, da Reuters
09 de fevereiro de 2021 às 13:49
Bandeiras de Brasil, Rússia e Índia, que compõem o bloco do Brics com China e África do Sul
Foto: Divulgação/Brics

O Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), conhecido como banco dos Brics, desembolsou nesta terça-feira (9) o valor de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,4 bilhões) ao governo brasileiro para apoiar o combate à Covid-19 e seus impactos socioeconômicos no país, informou o banco de fomento.

O financiamento já tinha sinalizado no ano passado, mas ainda faltavam os ritos processuais para a liberação dos recursos.

O financiamento do NDB faz parte de um programa de US$ 10 bilhões (cerca de R$ 54 bilhões) da instituição focado na luta contra a pandemia de coronavírus. O Brasil deve receber no total 20% desse montante, o equivalente a US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10,8 bilhões).

“A operação marca a conquista do governo brasileiro na colaboração com bancos multilaterais e agências de desenvolvimento no apoio à recuperação econômica”, disse o credor através de comunicado.

O bloco Brics é formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

O Brasil tem o surto de coronavírus mais letal do mundo fora dos Estados Unidos, com 232.170 mortes entre mais de 9,5 milhões de casos.