Escola devolve carteira de ex-aluna 70 anos após objeto ser perdido em ginásio

Ester French se lembra do momento em que perdeu o objeto e achou que nunca mais voltaria a vê-lo; carteira caiu em buraco e foi encontrada após demolição

David Williams, CNN
24 de março de 2021 às 12:35
Após 70 anos, escola dos Estados Unidos devolve carteira perdida de ex-aluna
Após 70 anos, escola dos Estados Unidos devolve carteira perdida de ex-aluna; objeto foi encontrado durante demolição de ginásio
Foto: Reprodução/CNN Internacional

Uma escola localizada em um distrito de Virgínia, nos Estados Unidos, conseguiu encontrar uma ex-aluna para informá-la de que haviam encontrado sua carteira perdida, quase 70 anos depois que o objeto desapareceu.

Um empreiteiro encontrou a carteira em um duto nos escombros do antigo ginásio da Poquoson Middle School, onde a mulher estudou, que foi demolido como parte de um projeto multimilionário de reformas de escolas.

A carteira estava em péssimo estado, mas continha algumas pistas que ajudaram os funcionários da escola a rastrear a dona do objeto – Ester French, que cursou enfermagem, se casou e mora em Connecticut desde 1957.

“Quando soube disso, não pude acreditar”, disse French, de 85 anos, à CNN.

Dentro havia duas fotos desbotadas, selos de Natal de 1951, um calendário daquele ano e 85 centavos em moedas de prata, disse um funcionário da escola à afiliada da CNN, a WTKR.

Havia também uma caderneta azul com endereços e um recorte de jornal amarelado pedindo aos leitores orações pelos marinheiros norte-americanos que serviam na Guerra da Coreia.

French diz que não se lembra por que guardou aquele artigo específico, mas há muitas bases da Marinha perto de Poquoson, no sudeste da Virgínia. “Eu não tenho certeza do por que eu tinha isso”, disse ela. “Talvez quando eu vir, eu vou saber. Estamos falando de muitos anos, sabe?”.

French, no entanto, se lembro do momento em que perdeu a carteira após derrubá-la em um buraco no fundo do ginásio da escola. “Não havia nada a fazer a respeito quando eu a perdi”, disse ela. “Talvez eu tenha relatado na época, mas sabia que não conseguiria [recuperar o objeto] e estava me sentindo mal por isso”.

French disse que provavelmente ganhou o dinheiro trabalhando aos sábados em uma loja de 1,99 ou trabalhando meio período na fazenda de seu vizinho.

Ela disse que perdeu a carteira durante o ano letivo de 1951/52, quando tinha 16 ou 17 anos. Na época, a escola tinha também o ensino médio.

O superintendente das escolas públicas da cidade de Poquoson, Arty Tillett, disse à CNN que demorou um pouco para encontrar French, mas localizou um parente dela que ainda mora naquela área. “Esta é uma cidade pequena, com muitos que criaram raízes profundas aqui”, acrescentou.

Tillett disse que eles tiveram uma boa conversa sobre seu tempo na escola quando ele ligou para contar sobre a descoberta. A carteira será enviada à French.

French relatou que o fato trouxe de volta as boas lembranças de seus dias de colégio, e ela recebeu ligações de um primo e um colega de classe, que voltaram a entrar em contato depois de ouvir a história.

Seus filhos e netos também estão ansiosos para ver a carteira. “Foi absolutamente chocante. Foi uma surpresa e rimos muito disso”, disse ela.

(Esse texto é uma tradução. Para ler o original, em inglês, clique aqui.)