Papa Francisco anuncia corte de 10% nos salários de cardeais

Medida tem como objetivo evitar demissões no Vaticano por conta da pandemia

Lucas Cyrino, da CNN, em São Paulo
24 de março de 2021 às 12:07

O papa Francisco ordenou a redução de 10% nos salários dos cardeais e outros funcionários do Vaticano para salvar os empregos que foram impactados pela pandemia. A medida passa a valer a partir do dia 1º de abril na cidade-estado do Vaticano e em Roma, capital da Itália, com o objetivo de evitar demissões.

Os cortes foram feitos nos custos relacionados ao clero, religiosos e as pessoas com níveis salariais mais altos. Os aumentos que acontecem a cada dois anos associados ao tempo exercido na função estão suspensos até 31 de março de 2023.

Papa Francisco durante leitura de mensagem no Vaticano
Papa Francisco durante leitura de mensagem no Vaticano
Foto: Reuters (20.jan.2021)