Caso George Floyd já é considerado o julgamento do século, diz Maurício Pestana

Para CEO da revista "Raça", análise da morte do ex-segurança influencia racismo estrutural americano

Da CNN, em São Paulo
10 de abril de 2021 às 01:33

O julgamento do caso George Floyd, que está no 10º dia, já entrou para a história americana e deve influenciar na maneira como a justiça e a polícia lidam com o racismo. A avaliação é do CEO da revista "Raça", Maurício Pestana, em entrevista à CNN

"Está sendo considerado o julgamento do século, pois expõe vários elementos que são estruturais no racismo americano. Os Estados Unidos tem a maior população carcerária do mundo, mas a chance de um homem branco, seja policial ou não, se safar da justiça e da polícia é muito maior que de um homem negro. Tudo isso está sendo colocado em jogo", analisa.

A comoção que o caso vem causando pode mudar a sociedade, acredita Pestana. "Os detalhes, os legistas, as testemunhas, isso tudo está comovendo muito os Estados Unidos e não existem dúvidas de que depois desse julgamento, questões relacionadas à raça, sendo julgadas pela justiça ou na visão da polícia, serão diferenciadas. Isso vai mudar, porque tudo o que envolveu o caso - pandemia, questões raciais - tem feito mudanças profundas na sociedade americana".

O jornalista e CEO da Revista Raça, Maurício Pestana (09.abr.2021)
O jornalista e CEO da Revista Raça, Maurício Pestana (09.abr.2021)
Foto: Reprodução/CNN