UE permite turistas vacinados, mas vai rediscutir regra a cada duas semanas

Os países que mais dependem do turismo já começaram a suspender algumas regras

Denise Odorissi, da CNN, em Londres 
19 de maio de 2021 às 23:56

Os 27 países da União Europeia (UE) concordaram em flexibilizar as regras para receber turistas de outros países. Pessoas totalmente vacinadas e de nações com baixo índice de casos de Covid-19 poderão entrar no bloco.

As novas regras vão ser revisadas a cada duas semanas e também incluem um sistema de freio de emergência, que permite a introdução rápida de restrições a países onde haja a disseminação de novas variantes. 

Os pontos acordados entre os membros do bloco ainda precisam ser aprovados pelo Conselho Europeu, o que acontece ainda nessa semana. Porém, os países que mais dependem do turismo já começaram a suspender algumas medidas por conta própria.

Novas regras

Segundo a recomendação, os membros podem aceitar cidadãos estrangeiros imunizados completamente com uma das vacinas aprovadas pela agência reguladora de medicamentos da Europa, que são Pfizer, AstraZeneca, Moderna e Johnson & Johnson.

A permissão também pode ser estendida para imunizantes que receberão aprovação da Organização Mundial da Saúde (OMS), como a chinesa Sinopharm. A Coronavac e a Sputnik V ainda estão em análise. 

Já a flexibilização de países com boa situação epidemiológica deve se expandir de 25 para 75 casos acumulados a cada 100 mil habitantes nas duas semanas anteriores. O número é menor que a própria média da UE que, segundo o portal Our World in Data, é de 216 infecções para o mesmo número de pessoas. 

O critério vai permitir a inclusão de cerca de 40 países na lista de origens seguras. O Brasil continua de fora do grupo. 

Turistas precisam estar completamente vacinados para viajarem aos países da UE (03.abr.2021)
Foto: Reprodução / CNN