Unesco retira status de patrimônio mundial de Liverpool e irrita prefeitura

Decisão levou em conta anos de desenvolvimento e alterações na região perto de suas docas vitorianas; prefeita disse que vai recorrer da decisão

Camila Neumam*, da CNN, em São Paulo
21 de julho de 2021 às 08:28
Estátua dos Beatles em Liverpool (Foto: Getty Images)
Estátua dos Beatles em Liverpool
Foto: Getty Images

A Unesco, a agência cultural das Nações Unidas, disse que a cidade inglesa de Liverpool perdeu seu status de patrimônio mundial após anos de desenvolvimento e alterações na região perto de suas docas vitorianas. A prefeitura da cidade não gostou da decisão e disse que vai recorrer.

Depois de uma votação na China por membros do Comitê do Patrimônio Mundial, a Unesco disse no Twitter que Liverpool deveria ser excluída da lista da organização cultural internacional.

A votação significa que o Liverpool perderá o status que detém desde 2004, quando foi colocada ao lado de locais mundialmente famosos como o Taj Mahal e a Grande Muralha da China.

 A prefeita de Liverpool, Joanne Anderson, disse pelo Twitter estar desapontada e afirmou que vai tentar reverter a decisão da Unesco. Segundo Anderson, a cidade valoriza sua herança cultural, mas também seu desenvolvimento.

“Estou muito desapontada com a Unesco por ter tomado esta decisão. Nós sempre valorizaremos a nossa herança cultural em Liverpool e vamos continuar a apoiá-la e desenvolvê-la, como fizemos gastando centenas de milhões de libras esterlinas nos últimos anos, desenvolvendo e mantendo nosso patrimônio mundial. Nós vamos tentar reverter essa decisão, mas também vamos tentar trabalhar com outras cidades para tentar desenvolver um debate sobre manutenção do patrimônio, desenvolvimento e a recuperação da nossa comunidade”, escreveu.

“É muito difícil para mim, compreender como a Unesco prefere manter a doca de Bramley Moore em um terreno baldio e abandonado do que transformá-la no estádio do Everton. Agradeço a todos pelo apoio e esperamos que possamos continuar mantendo nosso relacionamento com a Unesco porque valorizamos nossa herança nesta cidade”, concluiu.

*Com informações da Reuters.