Agentes políticos digitais recorrem ao TikTok para obter votos

Antes do dia da eleição, 3 de novembro, agentes políticos mobilizaram os criadores do TikTok para se concentrarem na política e na votação; entenda

Rachel Janfaza e Allison Gordon, da CNN, em Washington
31 de outubro de 2020 às 13:20
Celular com logo do TikTok
Foto: Konkamparelas/Pixabay

O TikTok é o mais recente campo de batalha político na eleição de 2020 nos EUA, com grupos à esquerda e direita, bem como organizações cívicas apartidárias, investindo dinheiro nos criadores da rede social para obter o voto dos jovens.

Antes do dia da eleição, 3 de novembro, agentes políticos mobilizaram os criadores do TikTok (alguns deles anteriormente apolíticos no aplicativo) para se concentrarem na política e na votação.

Leia também:
Nos últimos dias de campanha, Trump critica os que lutam contra o coronavírus
10 gráficos mostram como a economia se saiu com Trump ante os demais presidentes

Um comitê de ação política democrata, chamado The 99 Problems (“Os 99 Problemas”), fundado por uma série de líderes criativos nos setores da música, moda e entretenimento, lançou o House of US, uma casa de campanha virtual para obter votos para o candidato presidencial democrata Joe Biden.

Michael “Kiko” Akiko, membro fundador do grupo, disse que os membros do The 99 Problems se reuniram no verão para “desabafar sobre tudo o que está acontecendo”, em meio aos protestos por justiça racial e em plena quarentena. “Nós desafiamos uns aos outros a parar de reclamar e, em vez disso, agir”.

Depois de pesquisar a eleição de 2016, o grupo decidiu se concentrar nos eleitores jovens em 2020, na esperança de aumentar a participação eleitoral. Eles logo reconheceram o TikTok como um canal eficaz para alcançar os jovens.

“Sabemos que a Geração Z escuta pessoas da Geração Z mais do que quaisquer outras pessoas”, disse Katie Longmyer, cofundadora da 99 Problems e ex-chefe de gabinete do cofundador da WeWork.

Desde então, a House of US convocou vários criadores de TikTok para ativar conteúdo pró-Biden/Harris no aplicativo. A House of 99 não revelou à CNN quanto estava pagando aos criadores.

Enquanto isso, à direita, Todays is America (“Hoje é a América”), uma empresa construída em torno do apoio ao presidente Donald Trump, canalizou apoio para a Republican Hype House, uma conta administrada por três jovens norte-americanos ansiosos para contradizer a noção de que todos os jovens são liberais, de acordo com seus fundadores.

Ricky Taylor, um veterano militar e presidente da Today is America, contou à CNN que reconheceu imediatamente o poder político de TikTok.

Além de fazer seus próprios vídeos, Taylor supervisiona uma rede de mais de 150 influenciadores diferentes.

“No TikTok, você tem até um minuto para capturar a atenção de alguém e mantê-la. É como um anúncio, ou muitas pessoas dizem que é propaganda, mas é só assim que você pode chamar a atenção”. Taylor não revelou quanto a empresa estava pagando aos TikTokers.

Nem todos os grupos políticos que se organizam em TikTok se alinham a um partido.

A Bigtent Creative, uma produtora digital, está pagando pequenas quantias de dinheiro para microinfluenciadores para incentivar o voto. A produtora começou seu trabalho apartidário no TikTok há alguns meses e cresceu em escala desde então. Agora, diz que está trabalhando para “trazer um novo engajamento para a política”.

Ysiad Ferreiras, que assumiu como CEO da Bigtent em agosto, está na vanguarda das novas técnicas de engajamento de eleitores há tempos. Depois de trabalhar por alguns anos em iniciativas de engajamento eleitoral e cívico, Ferreiras conta que o TikTok é diferente de qualquer outra plataforma de engajamento eleitoral, em grande parte devido ao seu alcance e acessibilidade.

Antes da eleição de 2020, a Bigtent registrou 25.240 eleitores. Segundo ele, 91% desses novos eleitores têm menos de 26 anos.

Muitos dos criadores com os quais a Bigtent trabalha já postavam no TikTok sobre uma série de diferentes questões sociais e políticas antes de se envolverem com a organização. Segundo Ferreiras, os criadores já estavam motivados para votar antes de serem contatados pela Bigtent.

“Eles estão empolgados e proativos em usar todos os meios de que dispõem para divulgar sua mensagem”.

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).