Eleições nos EUA: Por que os democratas estão cautelosamente otimistas hoje

Partidários acompanham a situação em quatro estados decisivos: Arizona, Nevada, Geórgia e Pensilvânia

O candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden
O candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden Foto: Brian Snyder - 04.nov.2020 / Reuters

Ouvir notícia

Os democratas acordaram nesta quinta-feira (5) cautelosamente otimistas com o rumo que os resultados das eleições presidenciais estão tomando. Os partidários acompanham, assim como o resto do mundo, a situação em quatro estados decisivos: Arizona, Nevada, Geórgia e Pensilvânia.

Acompanhe em tempo real a apuração de votos para presidente dos EUA

O candidato democrata à presidência, Joe Biden, lidera tanto no Arizona quanto em Nevada, dois estados onde mais votos devem chegar ainda hoje. Mas acredita-se que a pequena margem de vantagem de Biden nesses locais pode diminuir com a chegada desses votos.

Assista e leia também:
A 17 delegados da vitória, Biden diminui diferença para Trump em estados-chave
Biden vence em Michigan e fica a 17 delegados de vencer eleições nos EUA
Trump não conseguiria contestar apuração direto na Suprema Corte, diz professora

A questão que fica é: a margem do presidente republicano Donald Trump com esses novos votos será suficiente para acabar com a liderança que Biden tem agora?

Pensilvânia

A maior parte do otimismo democrata é oriunda da Pensilvânia, um estado que foi um dos grandes focos de Biden ao longo da campanha eleitoral. Apesar de o ex-vice-presidente estar atrás de Trump nesse estado, com cerca de 10% de votos a serem apurados, são as áreas de origem desses votos o motivo da confiança do partido na vitória: redutos democratas, como as cidades de Filadélfia e três condados no sudeste do estado.

Uma fonte disse à CNN nesta manhã que há aproximadamente 140 mil votos pendentes, a maioria da Filadélfia. Ainda que Trump desfrute de uma liderança de mais de 160 mil votos, grande parte dos que ainda não foram apurados devem ir para Biden. 

Além disso, há milhares de votos pendentes de áreas como o condado de Bucks, com 28 mil votos pelo correio a serem contados. Biden vem mantendo uma liderança significativa entre os votos que foram enviados pelo correio.

Geórgia

Além da Pensilvânia, ainda há a Geórgia, um estado onde a liderança de Trump vem diminuindo conforme chegam mais votos da democrata região metropolitana da cidade de Atlanta. A vantagem do republicano agora é de menos de 20 mil votos no estado, e ainda há cerca de 50 mil a serem apurados, segundo Walter Jones, porta-voz do gabinete do secretário do estado. 

O ponto-chave para os democratas será quanto dos votos pendentes são de áreas democratas, como Fulton e DeKalb, em Atlanta, e Chatham, em Savannah.

(Com informações de Dan Merica, da CNN, em Atlanta)

Mais Recentes da CNN