Estado de Biden elege primeira senadora trans dos Estados Unidos

Ativista Sarah McBride tem relação próxima com o candidato democrata a presidente, tendo participado da campanha de Beau Biden no estado

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia


 

A eleição nos Estados Unidos nesta terça-feira (3) não se resume unicamente à votação para a escolha do próximo presidente do país. E vem da eleição local de Delaware, estado do candidato presidencial Joe Biden, uma novidade aguardada pelo Partido Democrata.

Os eleitores do primeiro distrito de Delaware escolheram a ativista transexual Sarah McBride para ser a sua nova representante no Senado estadual. Nos EUA, os estados possuem alto grau de autonomia, o que inclui uma versão local do Senado.

Segundo a apuração oficial do estado de Delaware, até o momento, McBride obteve 11.767 votos, o equivalente a 76,04%, contra 3.707 votos (23,96%) do republicano Steven Washington.

Pelas redes sociais, a ativista comemora a vitória. “Eu espero que a noite de hoje mostre às crianças LGBTQ que a nossa democracia é grande o suficiente para elas também”, escreveu no Twitter.

A relação entre ela e o candidato Joe Biden vai além de serem do mesmo partido e do mesmo estado. Sarah McBride trabalhou na campanha de Beau Biden, filho do ex-vice-presidente, a procurador-geral do estado.

Assista e leia também:

América Decide: resultado das eleições nos EUA
Biden segue apuração em Delaware e tem discursos prontos para vitória ou derrota

Joe Biden escreveu o prefácio do livro da ativista, Tomorrow Will Be Different (“Amanhã será diferente”, na tradução literal para o português). “Ela era honesta e sincera”, escreveu o hoje presidenciável, relembrando o momento em que ela se revelou transexual, em 2012.

“Mesmo com aquela idade jovem, ela era uma líder. Não porque ela pensasse que era melhor que qualquer pessoa, mas porque ela tratava todos como iguais. Ela já era uma Biden mesmo então”, completou Joe Biden.

Durante o governo Obama-Biden, Sarah McBride foi a primeira pessoa trans a ser estagiária da Casa Branca.

Perfil

Sarah McBride foi, em 2016, a primeira pessoa transexual a discursar na convenção de um dos dois maiores partidos americanos, o Democrata e o Republicano. No ano passado, quando lançou a candidatura, a ativista afirmou que a sua militância a favor da população LGBT é parte importante, mas que queria mostrar aos eleitores que tinha formação para todos os desafios da função.

“Muitos me conhecem pela minha defesa da comunidade LGBTQ, mas eu quero deixar claro que esta não é a minha mais formadora experiência”, disse à CNN na época. Nesta terça-feira, a ativista afirmou no Twitter que pretende, como senadora estadual, mitigar os impactos econômicos da Covid-19.

“Enquanto Delaware continua a enfrentar a crise da Covid-19, é a hora de trabalhar por políticas que farão a diferença pelas famílias trabalhadoras”, escreveu McBride, que atuava como porta-voz da organização Human Rights Campaign. 

Mais Recentes da CNN