Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ‘Prudência é bom’, diz Mourão sobre reconhecer vitória de Biden nos EUA

    Igor Gadelhada CNN

    Ouvir notícia


     
     

    O vice-presidente Hamilton Mourão defendeu, neste domingo (8), “prudência” na postura do governo brasileiro em relação ao resultado das eleições presidenciais nos Estados Unidos. 

    Indagado pela CNN se já reconhece o democrata Joe Biden como o vencedor da disputa, Mourão ponderou que é preciso esperar o resultado oficial. “Prudência é bom”, disse o general à coluna.

    Leia também:

    Governo brasileiro já se divide sobre reconhecimento a Biden

    O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB)
    O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB)
    Foto: CNN (1°.out.2020)

    O vice-presidente também argumentou que o cumprimento ao futuro titular da Casa Branca a partir de 2021 “não faz parte de suas atribuições”. “Quem irá reconhecer é o governo brasileiro”, disse.

    Apesar de Biden ter alcançado ainda na tarde de sábado (7) os 270 votos mínimos no colégio eleitoral para ser eleito, o presidente Jair Bolsonaro até agora não cumprimentou o candidato democrata. 

    Ala internacional x militares

    Segundo apurou a coluna, auxiliares de Bolsonaro estão divididos sobre o “timing” para o chefe do Palácio do Planalto ligar para o novo presidente americano ou reconhecer a vitória de Biden nas redes sociais. 

    Assessores da área internacional e uma ala do Itamaraty, por exemplo, defendem que é preciso aguardar o fim da judicialização deflagrada pelo presidente Donald Trump.

    “Se manifestar agora seria interferir em questões domésticas dos EUA e violar os princípios de não intervenção e de autodeterminação dos povos consagrados em nossa Constituição”, disse à coluna um assessor da área.

    Esse auxiliar argumenta que, além da judicialização, é preciso esperar porque oficialmente muitos estados ainda não concluíram a apuração e porque deve haver recontagem de votos em estados-chave.

    “O Brasil vai respeitar a autonomia das instituições americanas de resolver o impasse de uma eleição contestada como a atual”, disse outro auxiliar de Bolsonaro da área internacional.

    Por outro lado, ministros militares e alguns civis, como o das Comunicações, Fábio Faria, têm aconselhado o presidente brasileiro a reconhecer logo a vitória de Biden.

    Mais Recentes da CNN