Incêndio em prisão superlotada da Indonésia mata pelo menos 41

A prisão em Tangerang, um centro industrial e de manufatura perto de Jacarta, abrigava mais de 2.000 presos, muito mais do que sua capacidade de 600 pessoas

O incêndio começou entre 1h e 2h no Bloco C da Prisão de Tangerang
O incêndio começou entre 1h e 2h no Bloco C da Prisão de Tangerang Reprodução/Google Maps

Reutersda Reuters

Ouvir notícia

Um incêndio atingiu um pavilhão superlotado de uma prisão na província de Banten, na Indonésia, na madrugada desta quarta-feira (8), matando pelo menos 41 pessoas e ferindo dezenas, disseram uma porta-voz do governo e relatos da mídia.

O incêndio, que começou entre 1h e 2h no Bloco C da Prisão de Tangerang, foi extinto, disse Rika Aprianti, porta-voz do departamento penitenciário do Ministério da Lei e dos Direitos Humanos.

“A causa está sob investigação”, disse ela.

O bloco abrigava presidiários por delitos relacionados com drogas e tinha capacidade para 122 pessoas, disse ela.

A porta-voz não disse quantas pessoas estavam presentes quando o incêndio começou, mas confirmou que a prisão estava superlotada.

A prisão em Tangerang, um centro industrial e de manufatura perto de Jacarta, abrigava mais de 2.000 presos, muito mais do que sua capacidade de 600 pessoas, de acordo com dados do governo de setembro.

A TV Kompas mostrou imagens de bombeiros tentando apagar grandes chamas do topo de um edifício. A emissora informou que 41 pessoas morreram e 8 ficaram gravemente feridas.

“A suspeita inicial é que o incêndio foi causado por um curto-circuito elétrico”, disse o porta-voz da polícia Yusri Yunus à Metro TV, que citou um relatório policial afirmando que 73 pessoas também tiveram ferimentos leves.

Tópicos

Mais Recentes da CNN