Naufrágio no Amapá deixa ao menos 18 mortos


02 de Março de 2020 às 11:11 | Atualizado 03 de Março de 2020 às 01:44
Famílias aguardam informações sobre naufrágio no Amapá

Famílias aguardam informações sobre o naufrágio no Amapá

Crédito: Márcio Pinheiro / Governo do Amapá

Pelo menos 18 pessoas morreram no naufrágio do navio Anna Karoline III, no Rio Jari, no Amapá. A informação foi divulgada na noite desta segunda-feira (2) pelo governo do estado.

O naufrágio ocorreu na madrugada de sábado. Mais de 50 militares trabalham nas buscas pelas vítimas. Outros 46 sobreviventes foram resgatados.

Como não havia lista definitiva de passageiros, as autoridades ainda não divulgaram o número estimado de desaparecidos. Segundo o governo do Amapá, esta informação será dada nesta terça (3).

A embarcação de médio porte saiu de Porto do Grego, no Amapá, com destino à Santarém, no Pará. De acordo com a Capitania dos Portos, o vento forte fez com que os passageiros caíssem na água. Alguns chegaram a ser resgatados por uma balsa que passava pela região.

Profissionais da Marinha, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar trabalham com a ajuda de cinco aeronaves e duas embarcações.

Apoio às famílias das vítimas

O governo estadual afirmou que adotou um pacote de medidas de apoio às famílias. Um Centro de Apoio e Acolhimento no quartel do Corpo de Bombeiros, em Santana, com assistentes sociais, psicólogos e enfermeiros recebe parentes das vítimas.

"Aqui servirá como uma central de atendimento às famílias que buscam notícias sobre os parentes que estavam nessa embarcação”, disse, em nota, o subcomandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Janary Picanço.

Três corpos já passaram pelo processo de identificação. A Defesa Civil e a Secretaria de Estado de Inclusão e Mobilização Social (Sims) atuam com os familiares para tentar obter informações que ajudem a identificar as vítimas.