Escolas particulares de SP recomendam quarentena a alunos que foram ao exterior


02 de março de 2020 às 17:58
ESCOLAS CORONAVÍRUS

Para prevenir o coronavírus, escolas particulares de São Paulo estão reforçando hábitos de higiene

Crédito: Reuters

Preocupadas com o surto do novo coronavírus, escolas particulares de São Paulo estão recomendando que os estudantes com sintomas de gripe e que viajaram recentemente para a Europa ou Ásia fiquem em casa.

Já a Associação Brasileira de Escolas Particulares (Abepar) orientou os colégios a continuarem as aulas regularmente e que sejam repassadas às famílias orientações quanto a medidas de higiene que possam reduzir quadros de contaminação.

Os colégios que não têm alunos recém-chegados de viagens ao exterior estão tomando precauções e reforçando o esquema de higiene, disponibilizando álcool gel e distribuindo informativos de como lavar as mãos.

Em uma escola particular localizada no bairro do Paraíso, na zona sul de São Paulo, foi feito um vídeo didático para mostrar aos pequenos como lavar as mãos de maneira adequada. Os estudantes também aprenderam a tossir e espirrar na parte interna dos braços e não levando as mãos ao nariz.

“Após as crianças assistirem, fizemos uma roda de conversa para tirar as dúvidas e um exercício: as professoras passaram cola nas mãos das crianças para simular a sujeira e eles tiveram que lavá-las exatamente como viram no vídeo”, conta Ana Lúcia Lima, coordenadora pedagógica do colégio. 

O Brasil tem dois casos confirmados da doença, ambos em São Paulo. O país tem 433 casos suspeitos.