Coronavírus no Brasil e pelo mundo, PIB e mais notícias da manhã de 12 de março


Da CNN Brasil, em São Paulo
12 de março de 2020 às 06:22 | Atualizado 12 de março de 2020 às 12:48

As atualizações sobre o novo coronavírus no Brasil, o impacto do vírus no Produto Interno Bruto (PIB) no cenário brasileiro, a suspensão de voos da Europa para os Estados Unidos, o adiamento da temporada de NBA após caso confirmado da doença em atleta e o aumento das restrições de isolamento na Itália são os destaques da manhã desta quinta-feira, 12 de março de 2020.

Coronavírus

O Ministério da Saúde divulga nesta quinta-feira (12) um novo balanço sobre casos confirmados de coronavirus no país. Os últimos dados apontaram 52 diagnósticos para a doença, porém, Bahia e São Paulo têm mais 17 casos que ainda não foram contabilizados entre os números do governo federal. No mundo, mais de 4 mil pessoas morreram, até o momento, e 118 mil já foram infectadas.

Economia

Em reunião de emergência com deputados e senadores na quarta-feira (11), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o crescimento do PIB  pode ser de apenas 1,4% com os efeitos do coronavírus.

Estados Unidos

O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou na quarta-feira (11) que o país vai suspender viagens de países da Europa aos Estados Unidos por um período de 30 dias, a partir desta sexta-feira (13). As medidas foram tomadas para tentar conter o novo coronavírus, no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19.

Esporte

A liga americana de basquete, NBA, suspendeu a temporada após a confirmação de que o pivô francês Rudy Gobert, da equipe do "Utah Jazz", testou positivo para coronavírus. Na América Latina, a Confederação Sul-Americana de Futebol, a Conmebol, solicitou à Fifa o adiamento das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo.

Itália

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, aumentou as restrições do isolamento imposto ao país para combater o surto de coronavírus. A medida foi tomada na quarta-feira (11), depois que dados mostraram que a Itália registrou a maior alta diária no número de mortos do que qualquer país desde o início da pandemia. Entre as medidas anunciadas está o fechamento de todos os serviços não obrigatórios, como bares e restaurantes na Itália. A regra fica em vigor até, pelo menos, o dia 25 de março.