Governo de SP monta sala de emergência para até 250 pessoas em videoconferência


Pedro Duran Da CNN, em São Paulo
23 de março de 2020 às 18:07 | Atualizado 23 de março de 2020 às 18:48

Entre as adaptações feitas depois da liberação de servidores para trabalhar em casa, o governo de São Paulo criou uma sala de situação pra reuniões de emergência.

O local fica no primeiro andar do Palácio dos Bandeirantes, na zona Sul de São Paulo, e tem capacidade pra conectar simultaneamente até 250 pessoas. Presencialmente, o limite é de 7 participantes.

Nesta segunda-feira, o governador João Doria (PSDB) se reuniu com 136 empresários usando a tecnologia pra pedir doações e ter um termômetro do movimento industrial e comercial do estado. Na sequência, equipes coordenadas pelo Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, fizeram rodadas de conversa com prefeitos de diferentes regiões do estado.

Governo de SP monta sala de emergência pra reuniões com 250 pessoas

23.mar.2020 - Governo de SP monta sala de emergência pra reuniões com 250 pessoas em videoconferência

Foto: Pedro Durán/CNN

Um dos assuntos que virou tema desses encontros foi a logística de distribuição de 250 mil litros de álcool gel doados pela União Nacional das Indústrias de Cana de Açúcar (Unica). As unidades do produto passarão para os equipamentos públicos com o intermédio de 15 prefeitos, representantes das reuniões.

Os prefeitos também falaram sobre ações do Ministério Público para fechamento de comércio e hotéis, questionaram sobre a situação dos servidores públicos que devem ser colocados em férias ou liberados para trabalhar e casa e reclamaram da dificuldade de encontrar respiradores e equipar leitos de UTI.
 
Da mesma forma, a prefeitura de São Paulo tem feito reuniões diárias com o primeiro escalão no mesmo formato: o de videoconferências.

As portas e janelas ficam abertas

As portas e janelas ficam abertas, e o ar condicionado, desligado

Foto: Pedro Durán/CNN