Após reunião, Crivella e sindicato descartam paralisação de ônibus nesta semana


Paula Martini Da CNN, no Rio de Janeiro
26 de março de 2020 às 18:17
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, apresenta medidas e resultados do Gabinete de Crise montado para lidar com a pandemia do novo coronavírus (19.mar.2020)

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e o Sindicato das Empresas de Ônibus da cidade descartaram que os coletivos municipais deixarão de circular nesta semana. O prefeito se reuniu nesta quinta-feira (26) com o presidente do Rio Ônibus, Cláudio Callack.

Após o encontro, Crivella anunciou que a prefeitura vai buscar ajuda junto ao governo federal para subsidiar a folha de pagamento dos rodoviários. Cláudio Callack explicou que a proposta é que o governo federal faça o pagamento direto dos salários aos cerca de 26 mil funcionários das empresas.

Segundo o presidente do Rio Ônibus, a medida é necessária devido à baixa de 15% no número de passageiros transportados em meio à pandemia de coronavirus.

"Possibilidade de parar sempre existe, mas prefiro acreditar que o governo federal será sensível e irá nos atender", disse Callack.

Na sexta-feira (27), está prevista uma reunião entre o prefeito Marcelo Crivella e o ministro da Economia, Paulo Guedes.