Ministério da Saúde vai pagar bônus a residentes de medicina durante pandemia

Valor de R$ 667 será pago durante seis meses aos profissionais que cursam ‘Programas de Residência Médica e Residência em Àrea Profissional da Saúde'

30 de março de 2020 às 11:55

Enfermeira com máscara de proteção em hospital de Brasília

Foto: Adriano Machado - 10.mar.2020/ Reuters

O Ministério da Saúde vai pagar bônus mensal de R$ 667 a residentes de saúde que atuarem no combate à pandemia do novo coronavírus no país. O valor será pago durante seis meses diretamente aos profissionais que cursam "Programas de Residência Médica e Residência em Área Profissional da Saúde".

A portaria com a regulamentação está publicada no Diário Oficial da União (DOU). Segundo o ato, o prazo de seis meses poderá ser prorrogado, mas limitado à vigência do estado de calamidade pública decretado no país em virtude da COVID-19

Denominado "O Brasil conta comigo - residentes na área de saúde" o programa tem como objetivo ampliar a cobertura na assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em todos os níveis de atenção, especialmente no enfrentamento da emergência do novo coronavírus e reduzir o tempo de espera nos atendimentos de usuários do SUS com condições de alto risco em unidades de pronto atendimento e emergências hospitalares nos casos da infecção.

Leia também: 

MP prevê R$ 51 bilhões para programa que suspende contratos de trabalho

'Xote da Quarentena' anima as redes sociais em meio à pandemia

De acordo com a portaria, o programa vai contar com profissionais de saúde que estejam efetivamente cursando programas de residência voltados "ao atendimento da população em todos os níveis da atenção à saúde" e "à gestão em saúde".

O pagamento previsto na portaria abrange residentes financiados pelo Ministério da Saúde e também por outros órgãos ou entidades públicas federais, estaduais, distritais ou municipais e entidades sem fins lucrativos.